Como escolher um curso de graduação?

Não há fórmula certa para definir como escolher um curso de graduação. Cada pessoa tem aptidões, necessidades e vontades que lhe são únicas. Isso torna o leque de cursos disponíveis uma grande vantagem porque sempre existirá alguma graduação que agradará quem está entrando na universidade.

Tomar essa decisão é um grande passo porque o estudante não está apenas escolhendo o que ele irá estudar nos próximos anos, mas também dando o pontapé inicial para a sua carreira e para uma trajetória profissional que determinará uma parte importante da sua vida. Abaixo, separamos algumas dicas para você entender como escolher um curso de graduação que corresponda aos seus objetivos para o futuro. Confira!

Como escolher um curso de graduação: conhecendo a si mesmo e ao mercado de trabalho

Você está buscando informações para definir qual faculdade fará e deseja conhecer alguns caminhos que lhe ajudarão a definir como escolher um curso de graduação? Nessa busca, alguns aspectos serão importantes para a sua escolha. Ao responder algumas questões e avaliar certas informações você conseguirá maximizar as suas chances de acertar na sua escolha.

Entre outros pontos, será importante você ter em mente as seguintes questões: você não precisa fazer a mesma atividade ou seguir a mesma carreira pelo resto da vida. Assim, optar pelo curso que você mais gosta ou pelo que provavelmente fará com que você ganhe mais dinheiro é uma escolha sua. Você ainda poderá mudar o rumo da sua carreira ao longo da faculdade ou depois de formado (isso é cada vez mais comum).

Tendo essas questões em mente, esse momento de decisão de como escolher um curso de graduação ficará menos pesado para você e para os seus familiares. Para aumentar as suas chances de fazer uma boa escolha e de acertar no seu curso de graduação, separamos as seguintes dicas:

1. Reconheça as suas habilidades e os seus desejos

Você se conhece melhor do que qualquer outra pessoa que esteja dando opiniões neste momento de definição sobre como escolher um curso de graduação. Por isso, a hora de fazer uma opção em detrimento de outras deve ser precedida por momentos de reflexão.

Entre outras questões, procure responder às seguintes perguntas:

– No que eu sou bom?

A resposta para essa pergunta não precisa ser, necessariamente, uma disciplina na qual você se saiu bem e tirou ótimas notas no colégio. Você pode ser bom em Biologia, por exemplo, mas destacar-se também em liderar equipes e manter a calma mesmo em situações difíceis. A partir dessa avaliação, você pode pensar em quais cursos requerem essas habilidades de liderança e de manter a calma. Duas graduações que podem essas características, por exemplo, são a de Enfermagem e de Gestão Hospitalar.

– Quais são as minhas prioridades?

Você quer ter uma casa de praia e viajar para a Europa nas férias? Ou não precisa de muitos luxos, mas sente a necessidade de acordar na maioria dos dias animado para o seu dia de trabalho?

Existe uma divisão de percepções sobre a escolha de uma carreira. Para alguns, o certo mesmo é a pessoa priorizar um ótimo salário e ganhar bem. Para outros, o mais importante é fazer o que se gosta. Todavia, essa decisão vai depender das aspirações de cada um. Dependendo das suas aptidões e do que você deseja fazer no futuro, você não precisará escolher entre uma opção ou outra, podendo atingir os dois objetivos.

O cenário ideal sempre é onde você consegue esses dois aspectos. No entanto, é importante saber que nem sempre isso é possível. Se você precisa ser apaixonado pelo que faz para conseguir se dedicar ao trabalho, não adianta apenas escolher uma profissão que garantirá uma boa remuneração.

Por outro lado, se você não consegue ser feliz precisando economizar a cada mês ou tendo que passar os feriados trabalhando, por exemplo, não deixe de verificar os salários médios e as características da profissão que você está avaliando antes de optar por uma carreira. Procure identificar as características de cada área e veja se elas estão de acordo com as suas prioridades.

– Como eu quero gastar o meu tempo agora e no futuro?

Existem algumas carreiras que demandam muito tempo de estudo e muitas horas semanais dedicadas ao trabalho. Esse é o caso da Medicina e da Arquitetura e Urbanismo, por exemplo.

Se você gosta muito de estudar e não vê problemas em passar noites em claro para dar conta das suas demandas, esses cursos de graduação podem ser boas opções para você.

Agora, se para você é importante ter tempo livre para socializar, assistir a filmes e até mesmo para fazer cursos online que vão além da sua profissão, como aprender um idioma ou tocar um instrumento, será importante encontrar carreiras que permitam que você tenha algumas horas livres por dia ou os finais de semana sem ter que se dedicar ao seu trabalho.

2. Faça um teste vocacional

Como destacado no primeiro tópico desta lista, conhecer a si mesmo é o primeiro passo para quem quer definir o caminho mais adequado de como escolher um curso de graduação.

A melhor forma de chegar às respostas que o levarão ao autoconhecimento é definir um momento mais introspectivo para isso. Assim, dedique um tempo específico na sua rotina para que você consiga refletir sobre as suas aptidões e vontades.

Mesmo que você chegue a algumas dessas respostas por conta própria, algumas vezes é importante também contar com ajuda profissional. Nesse momento, poderá ser interessante, na definição de como escolher um curso de graduação, fazer um teste vocacional. Você pode até fazer aqueles testes disponíveis no Facebook ou no Buzzfeed para buscar algumas respostas, mas eles não serão suficientes para que você defina a sua faculdade.

O teste vocacional é algo sério e deve ser conduzido por um profissional especializado no assunto. Esse teste pode ser feito de forma individual ou em grupo e costuma ser conduzido por psicólogos ou educadores.

Esse profissionais estão preparados para identificar as características psicológicas e de personalidade dos avaliados e, a partir delas, traçar um perfil profissional para quem fez o teste vocacional. Com isso, o profissional que orientou a avaliação consegue indicar as carreiras que fazem sentido para cada pessoa.

Entre as práticas que fazem parte da orientação profissional estão entrevistas, dinâmicas e conversas com o orientador. A partir das informações recolhidas, quem está conduzindo o teste irá levantar as profissões que o avaliado demonstrou interesse e outras que parecem fazer sentido em relação à sua personalidade.

Mais do que esclarecer sobre as carreiras que são do interesse de cada pessoa, o teste vocacional apresenta a grade curricular dos cursos. Esse deve ser um ponto de avaliação importante porque, muitas vezes, a grade curricular de uma graduação é bem diferente da expectativa inicial que as pessoas têm sobre os cursos que elas estão avaliando.

A expectativa dessa experiência é que a pessoa que foi orientada pelo profissional habilitado para orientar o processo termine o teste vocacional se conhecendo melhor. O resultado, porém, não aponta qual a profissão exata que ele deve escolher, mas mostra as suas competências e interesses.

A partir dessa identificação, ficará mais claro como escolher um curso de graduação que combine com o seu perfil. Mas, no final desse processo, será uma decisão do próprio estudante definir qual carreira ele seguirá. Ou seja, o teste vocacional não lhe dará uma resposta pronta, mas caminhos possíveis para escolher um que faça mais sentido para você.

3. Estude e avalie o mercado de trabalho

Além de conferir as grades curriculares dos cursos que despertaram o seu interesse, será uma decisão sábia você também verificar como está o mercado de trabalho para cada profissão. Nessa avaliação, confira também como está o cenário para as diferentes carreiras na sua cidade e no seu estado — esse ponto é especialmente válido se você não tem interesse de se mudar para conseguir um emprego na sua área.

Então, para realizar uma busca completa, que lhe traga informações importantes e lhe ajude a escolher um curso de graduação, você precisa conseguir as seguintes informações sobre cada carreira que desperta o seu interesse:

  • Qual o salário inicial e médio do profissional da área;
  • Quais as oportunidades de crescimento para quem escolhe essa carreira;
  • Se existem oportunidades para essa área na sua cidade ou próximo a ela;
  • Quantas vagas são abertas e com que frequência para essa carreira.

Procure identificar também todas as opções que você terá ao se formar nessa graduação. Por exemplo, ao se formar em Jornalismo, você não necessariamente precisa trabalhar em redações. Você poderá também atuar com marketing digital, assessoria de imprensa, entre outros ramos.

4. Identifique qual a melhor forma de estudo para você

Depois de escolher o curso de graduação que você irá fazer, será preciso decidir se você irá cursá-lo presencialmente ou a distância. Essas duas modalidades têm as suas características e particularidades. Por isso, mais uma vez, o perfil de cada pessoa é que definirá qual é a melhor modalidade para ela.

Algumas profissões disponibilizam apenas cursos presenciais. Esse, portanto, pode ser um critério que definirá a sua escolha. Mas, no caso do curso de a sua escolha ser disponibilizada tanto na modalidade presencial quanto na EaD, você terá que ponderar outros pontos para definir qual faculdade você irá fazer.

Um curso presencial é especialmente indicado para quem apresenta o seguinte perfil: tem dificuldade de se concentrar ao estudar sozinho; não tem disciplina para cumprir o cronograma criado por si mesmo; sente necessidade de interagir diariamente com professores e colegas; optou por uma graduação com muitas aulas práticas; tem interesse em participar de diversas atividades extracurriculares.

Se você se identificou com um ou mais dos pontos citados acima, vale a pena considerar um curso de graduação oferecido na modalidade presencial.

Já a modalidade EaD traz benefícios e vantagens para quem tem o seguinte perfil: deseja ou precisa economizar nas mensalidades da faculdade; trabalha em período integral e não tem muita disponibilidade de tempo livre para estudar durante a semana; não tem horários fixos; mora longe da universidade; tem facilidade de estudar sozinho e é mais produtivo em horários alternativos.

Antes de fazer a sua escolha, é importante lembrar que não há diferenciação no diploma de quem optou por um curso a distância e a pessoa que preferiu fazer a faculdade na modalidade presencial. Assim, você pode ficar tranquilo para escolher o formato que melhor se adaptar à sua personalidade e à sua rotina.

5. Tenha em mente que é sempre possível recomeçar

Seja na metade do curso, no final, ou mesmo depois de formado, saiba que você não é obrigado a seguir aquela área para sempre só porque fez a opção por um determinado curso de graduação.

Tire esse peso das costas e se sinta livre para escolher sabendo que você poderá voltar atrás caso não fique satisfeito com a faculdade ou com o dia a dia da sua carreira.

Nunca é tarde para recomeçar. Mesmo quem tem uma carreira consolidada pode optar por seguir uma nova direção em um certo momento da sua trajetória. Assim, sempre será possível iniciar outro curso. Seja essa nova formação direcionada para complementar os conhecimentos que você já tem, seja para recomeçar em um outro ramo.

Caso no futuro você decidir mudar, poderá optar tanto por uma segunda graduação quanto por um curso de pós-graduação; mas essa é uma questão para o seu “eu do futuro”.

6. Escolha uma boa instituição de ensino superior

Saber como escolher um curso de graduação é importante. Todavia, tão relevante quanto fazer essa escolha é optar por uma boa instituição de ensino superior. Escolher um curso de graduação, portanto, passa por definir também a universidade onde você vai conseguir o seu diploma.

Para saber se um curso de graduação de determinada universidade é reconhecido pelo MEC, acesse o site e-MEC e siga os seguintes passos:

  1. Abra a aba “Consulta Avançada”;
  2. Escolha “Curso de Graduação” no campo “Buscar por”;
  3. Logo abaixo, digite o nome da instituição de ensino superior que você quer consultar;
  4. Informe o curso específico sobre o qual você está procurando mais informações;
  5. Informe o estado e o município do campus;
  6. Selecione a modalidade de ensino, que pode ser presencial ou a distância;
  7. Escolha a situação do curso como “Em atividade”;
  8. Coloque o código de verificação solicitado e aperte em “Pesquisar”;
  9. Importante observar que o preenchimento de diversos campos que fazem parte do formulário é opcional. Veja o que é mais importante para determinar a sua busca e deixe outras variáveis de fora.

Ao encontrar a graduação que você deseja, será possível visualizar também a nota que ela obteve nas últimas edições do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Você poderá, ainda, conferir informações como a data de início do funcionamento do curso, a carga horária mínima, o atual coordenador, a quantidade de vagas que podem ser disponibilizadas anualmente e o histórico dos índices da faculdade.

No formulário de pesquisa também é possível selecionar um índice específico, como CC (Conceito de Curso), CPC (Conceito Preliminar de Curso), Enade ou IDD (Indicador de Diferença dentre os Desempenhos Observado e Esperado). No caso de você preferir visualizar todos os índices que estão disponíveis, deixe esse campo sem ser selecionado.

Ao fazer uma busca no e-MEC por instituição de ensino superior, você poderá verificar outros indicadores, como CI (Conceito Institucional), CI-EaD (Conceito Institucional EaD) e IGC (Índice Geral de Cursos).

Se você quer conhecer em detalhes diversas profissões e cursos de graduação, confira em nosso blog os posts sobre áreas específicas. Essas informações poderão ajudá-lo a resolver como escolher um curso de graduação. Você poderá também encontrar dicas de produtividade e sobre como escolher uma profissão conforme o seu perfil.

Além disso, estamos sempre de portas abertas para que você possa visitar as nossas unidades e conhecer de perto todos os cursos que oferecemos. Esperamos a sua visita!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *