O que é e como se sair bem no seu estágio supervisionado?

Você não precisa esperar até a formatura para iniciar a sua carreira. Uma das formas mais eficientes de se inserir no mercado de trabalho é por meio de um estágio supervisionado. Esse tipo de estágio é realizado durante a graduação. Nele, você aprenderá mais sobre a prática da sua profissão, fará contatos e largará na frente quando tiver o diploma em mãos.

Em algumas áreas, o estágio supervisionado é obrigatório. Afinal, como aplicar uma medicação ou encarar uma sala de aula como professor sem ter praticado antes com a supervisão de alguém experiente? Porém, mesmo nos cursos e instituições de ensino em que o estágio é optativo, vale a pena dedicar algumas horas do seu dia a ele.

Por que devo fazer um estágio supervisionado?

Se você deseja buscar a sua diferenciação logo no início da sua carreira, na fase em que você está na faculdade, uma boa maneira de conseguir isso é através de um estágio. Mas você ainda tem dúvidas sobre como o estágio supervisionado funciona, em que cursos é possível acessá-lo e como você pode optar por um deles se não for exigência do seu curso? Então continue lendo este conteúdo porque iremos responder a essas e outras questões.

Mas, afinal, como funciona um estágio supervisionado?

O estágio supervisionado pode ser obrigatório ou não, dependendo da graduação escolhida. O objetivo desse tipo de estágio é colocar o aluno em contato com situações reais da sua futura profissão. Dessa forma, ele consegue pôr em prática os conteúdos que aprendeu em sala de aula e ir se preparando para as funções que exercerá após a formatura.

Esse formato de estágio tem suas próprias regras e não se enquadra na CLT. Para os estudantes de cursos de graduação, é possível fazer até seis horas de estágio por dia, ou seja, 30 horas semanais.

Além do trabalho desempenhado como estagiário, o acadêmico terá que apresentar, a cada seis meses, um relatório para a instituição de ensino onde estuda. O contrato com a empresa pode ser renovado por até dois anos. Dentre os principais direitos do estagiário estão o seguro de vida e a redução das horas de trabalho em período de provas.

Quando o estágio supervisionado é obrigatório?

Alguns cursos exigem que o acadêmico faça um estágio supervisionado. Normalmente essa obrigatoriedade depende da instituição de ensino, que pode exigir ou não a realização do estágio em algumas graduações como parte da grade curricular.

Quando o estágio supervisionado é obrigatório, pode não haver remuneração financeira ao estagiário, sendo essa uma opção da empresa contratante. Geralmente os cursos da área da saúde e as licenciaturas requerem a realização desse tipo de estágio.

Como é feita a avaliação do estágio?

O estagiário terá o seu desempenho avaliado durante a sua experiência. Nas fichas de avaliação de estágio, o supervisor precisa dar seu parecer em relação a aspectos como:

  • Qualidade de trabalho do estudante;
  • O quanto o estagiário demonstra vontade de aprender;
  • Proatividade;
  • Conhecimento demonstrado no desenvolvimento das atividades;
  • Pontualidade;
  • Responsabilidade;
  • Integração com os colegas no ambiente de trabalho;
  • Cooperação;
  • Comprometimento.

O que devo fazer para me sair bem nessa atividade?

Apesar de possuir direitos e deveres específicos, previstos na Lei de Estágio, o estágio supervisionado é muito parecido com um trabalho CLT. Ou seja, como estagiário, você precisa ter alguém que ensine as suas atribuições, mas sem deixar de ter responsabilidade ao desempenhar as suas funções.

Dedicar-se aos estudos fará toda a diferença no momento de colocar seus conhecimentos em prática, pois o estágio deve ser uma extensão do que é aprendido na faculdade. Além disso, é importante ter proatividade e aproveitar a oportunidade para desenvolver novas habilidades e se preparar para o mercado de trabalho. Mostre interesse em aprender!

Como o estágio supervisionado pode abrir portas para mim?

O estágio supervisionado costuma ser o primeiro passo para a construção da sua carreira e aprender sobre a sua profissão na prática é apenas uma das vantagens que ele proporciona. Outro benefício desse tipo de estágio é que ele amplia sua rede de contatos, o que poderá ser fundamental para que você consiga outras oportunidades no decorrer da sua carreira.

Você também pode estagiar em mais de uma área para descobrir com qual você mais se identifica. Se você cursa Psicologia, por exemplo, pode aproveitar a faculdade para trabalhar em departamentos de Recursos Humanos (RH), em consultórios de atendimento ao público ou com pesquisa.

Dessa forma, ficará mais fácil descobrir com qual ramo você tem mais afinidade, podendo focar nele ao terminar a sua graduação. Também existe a possibilidade de você ser contratado na empresa em que fez o estágio supervisionado, caso tenha feito um bom trabalho durante o tempo que passou por lá.

Como conseguir um estágio supervisionado?

Para conseguir um estágio supervisionado, você pode pedir que seus professores o indiquem, enviar seu currículo por e-mail para as empresas onde quer trabalhar ou até mesmo visitá-las e demonstrar o seu interesse em fazer parte da equipe.

Os alunos da Estácio contam ainda com um portal de vagas no qual podem cadastrar currículos, candidatar-se aos processos seletivos abertos e procurar oportunidades cadastradas pelas empresas ou por outras entidades.

E aí, pronto para buscar o seu primeiro estágio supervisionado? Ele com certeza contará muitos pontos positivos para a sua carreira. Fique de olho em nosso blog e saiba mais sobre mercado de trabalho, processos seletivos e dicas de estudos e produtividade. Esperamos a sua leitura nos próximos conteúdos. Até mais!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *