Você que, acima de tudo, está sempre no celular, usando mil aplicativos, sabe como foi feito cada um deles? Tem vontade de saber e, principalmente, aprender a fazer? Isso se chama criar software. No entanto, se criar software já é algo que te atrai e você tem vontade de trabalhar nessa área, uma boa opção é fazer o curso de Ciências da Computação.

Atualmente o mercado de criação de software vem crescendo exponencialmente, e atuar nessa profissão, inegavelmente, pode ser um bom negócio. Na verdade, as Ciências da Computação estão em todas as áreas da economia, propondo soluções e melhorias de processos e inovação.

Mas, em primeiro lugar, o que é software? Como eu faço pra criar um? Vamos te contar tudo agora! Além disso, vamos dar mais detalhes sobre a graduação em Ciências da Computação oferecida pela Estácio. Acompanhe.

MATRICULE-SE EM UM CURSO DE GRADUAÇÃO DE QUALIDADE PELA ESTÁCIO

Leia também: Defesa cibernética Estácio: seja um detetive virtual

O que é software

A palavra software vem do inglês e surgiu em 1958, quando o cientista norte-americano John Tukey a usou em um artigo. É traduzido para o português como logiciário ou suporte lógico.

Software significa, principalmente, uma sequência de instruções a serem executadas pelo conjunto de hardwares de um dispositivo. Posto que, hardware são as partes físicas do computador. Além disso, é um produto virtual, uma sequência de códigos que são recebidos e decifrados pelos computadores

Em outras palavras, é o programa que permite executar funções dentro do computador, celular ou qualquer outro dispositivo eletrônico. Dessa maneira, criar software é a mesma coisa que criar programas de computação.

Os sistemas operacionais, como por exemplo o Android ou iOS, dependendo do seu celular, também são softwares. Assim como os sistemas dos computadores. Conheça mais alguns tipos de softwares:

Alguns tipos e utilidades de softwares

  • Acesso à internet;
  • Aplicativos;
  • Cálculos diversos;
  • Criação e edição de imagens;
  • Jogos;
  • Planilhas;
  • Processamento e edição de textos;
  • Produção e edição de vídeos;
  • Reprodução de multimídia.

Agora, caso a sua praia é criar software, vamos contar como é o processo:

Esquema básico para criar software

São 6 as principais etapas na hora de uma empresa criar software. Vamos explicar cada uma delas agora:

  1. Conhecer a necessidade do cliente: para qual público ele deseja criar software e qual objetivo ele deseja alcançar, assim como prazos e outros detalhes sobre o projeto. Além disso, também saber quanto ele pretende investir nessa criação;
  2. Especificações: nessa etapa se escolhe as tecnologias que serão utilizadas e em seguida, quais serão as pessoas envolvidas. Além disso, definir contratações necessárias para criar software também é nessa etapa;
  3. Escolha da metodologia: normalmente se usam as metodologias ágeis, desse modo, cada etapa finalizada já é entregue para o cliente esperando o feedback. Além disso, nessa etapa também é definida a arquitetura do funcionamento do sistema;
  4. Reuniões para feedback: nessas reuniões são feitos os planejamentos baseados nesses feedbacks. Elas ora são feitas junto com o cliente, ora somente a equipe;
  5. Cadeia de Processos: é o guia de andamento do projeto. Ao passo que, as etapas do processo são: teste (verificar a funcionalidade do software); pronto (se o programa passou em todos os testes); homologação (utilização e verificação do software) e produção (implementação para os usuários finais do produto);
  6. Manutenção: é provável que sempre seja necessário fazer atualizações para evitar bugs de funcionamento. Além disso, nessa etapa também é possível adicionar funcionalidades ao software.

Como criar software

Você sabia que um profissional pode facilmente criar software sozinho? Aliás, dependendo do tipo, é possível que qualquer pessoa consiga criar software de maneira independente, usando a internet como guia.

Muitos são os sites ou fóruns de discussão com diversas ferramentas e dúvidas a serem tiradas, facilitando nesse sentido a vida de quem quer fazer esse tipo de trabalho. Em contrapartida, fazer software leva muito tempo e é bem trabalhoso! A arquitetura do sistema precisa ser bem pensada.

Dessa maneira, os programadores aprendem uma série de linguagens diferentes para poder criar esses programas. Java, C++, Python, JvaScript são apenas algumas delas. Cada uma serve para um tipo de sistema.

Decidir qual sistema é tarefa do programador que verifica qual atende melhor suas necessidades.

E aí? Achou interessante? Ficou interessado em criar software? Com toda a certeza, uma ótima opção é fazer um curso de Ciências da Computação. No curso você vai aprender não apenas diversas linguagens de programação, além de também te abrir portas para seguir carreira em muitas outras áreas.

Conheça agora o curso de Ciências da Computação da Estácio e todas as disciplinas que o curso oferece.

Curso de Ciência da Computação da Estácio

O curso de Ciências da Computação da Estácio tem duração de 4 anos e pode ser cursado não apenas presencialmente como também à distância.

É um curso que visa capacitar o profissional a atuar nas diversas atividades que compõem todos os segmentos do desenvolvimento de sistemas de computação de forma crítica e reflexiva, pesando o impacto dos sistemas desenvolvidos nas pessoas e na sociedade.

Ele começa com as matérias básicas da área de TI como: Organização de Computadores, Introdução a Programação, Fundamentos de Redes de Computadores e Cenários de TI. Estas disciplinas apresentam aos alunos conteúdos básicos comuns a todas as áreas de atuação em tecnologia da informação e levam os alunos deste o primeiro período a frequentar o laboratório realizando exercícios práticos. Conheça a grade curricular do curso:

UTILIZE SUA NOTA DO ENEM PARA ENTRAR EM UM CURSO DA ESTÁCIO!

Grade Curricular

O curso tem disciplinas diferentes para a modalidade presencial e à distância. Além disso, tem matérias que são comuns às duas modalidades.

Disciplinas da modalidade presencial

  • Algorítimos de Processamento de Imagem;
  • Algorítimos e Complexidade;
  • Análise de Dados;
  • Algorítimos em Grafos;
  • Aplicação de Cloud, IOT e Indústria 4.0 em Python;
  • Arquitetura de Computadores;
  • Banco de Dados;
  • Cálculo de Múltiplas Variáveis;
  • Cálculo Diferencial e Integral;
  • Desenvolvimento Rápido de Aplicações em Python;
  • Desenvolvimento Web em HTML5, CSS, Javascript e PHP;
  • Engenharia de Software;
  • Estrutura de Dados em C;
  • Introdução à Programação Estruturada em C;
  • Introdução à Segurança da Informação;
  • Laboratório de Programação de Microcontroladores;
  • Linguagens Formais e Autômatos;
  • Matemática e Lógica;
  • Métodos Quantitativos;
  • Modelagem Matemática;
  • Padrões de Projetos de Software com Java;
  • Pensamento Computacional;
  • Programação Orientada a Objetos em Java;
  • Protocolos de Redes de Computadores;
  • Segurança Cibernética;
  • Sistemas Distribuídos e Computação Paralela;
  • Sistemas Embarcados;
  • Tópicos de Big Data em Python;

Disciplinas da modalidade à distância

  • Algorítimos Avançados;
  • Análise Numérica;
  • Arquitetura de Sistemas Distribuídos;
  • Cálculo para Computação;
  • Computação Gráfica e Processamento de Imagem;
  • Engenharia de Usabilidade;
  • Estrutura de Dados;
  • Fundamentos de Sistemas de Informação;
  • Gestão de Segurança da Informação;
  • História dos Povos Indígenas e Afrodescendentes;
  • Implementação de Banco de Dados;
  • Inovação Tecnológica;
  • Internet das Coisas;
  • Introdução à Programação;
  • Linguagem de Montagem;
  • Matemática Computacional;
  • Modelagem de Dados;
  • Negócios Eletrônicos;
  • Organização de Computadores;
  • Planejamento de Carreira e Sucesso Profissional;
  • Probabilidade e Estatística;
  • Processos de Desenvolvimento de Software;
  • Programação de Microcontroladores;
  • Programação I, II e III;
  • Propriedade Intelectual, Direito e Ética;
  • Psicologia nas Organizações;
  • Qualidade e Testes de Software;
  • Segurança de Sistemas Computacionais;
  • Sustentabilidade;
  • Tecnologias Web;
  • Teoria da Computação;

Disciplinas comuns às duas modalidades

  • Compiladores;
  • Computação em Nuvem;
  • Fundamentos de Redes de Computadores;
  • Geometria Analítica e Álgebra Linear;
  • Inteligência Artificial;
  • Língua Portuguesa;
  • Modelagem de Sistemas em UML;
  • Paradigmas de Linguagens de Programação em Python;
  • Programação de Software Básico em C;
  • Programação para Dispositivos Móveis em Android;
  • Sistemas Digitais;
  • Sistemas Operacionais;
  • Tópicos em Libras: Surdez e Inclusão.

Mercado de trabalho

O Bacharel em Ciência da Computação poderá integrar e atuar em equipes multidisciplinares em diversos setores do conhecimento no domínio da computação propriamente dita.

Além disso, pode atuar como auxiliar em outras áreas do conhecimento, como Medicina na implantação de sistemas especialistas; ou na Engenharia, no desenvolvimento de sistemas industrial e de automação. Ainda, pode atuar na Administração e suporte aos sistemas de tomada de decisão.

Sendo um profissional apto a realizar analise de situações, processos e métodos de operação visando propor soluções informatizadas, poderá atuar em empresas de Tecnologia da Informação ou em empresas dos mais diversos setores de natureza pública ou privada.

Tem interesse em criar software?

Não perca tempo e garanta já o seu diploma em Ciências da Computação com a qualidade da Estácio, uma das instituições de ensino privado mais respeitadas do Brasil.

Acompanhe mais informações sobre cursos, bolsas, mercado de trabalho e dicas no blog da Estácio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui