Engenharia Mecânica: salário e mercado de trabalho

A faculdade de Engenharia Mecânica figura entre as mais disputadas na maioria das universidades que oferecem o curso. Isso porque, apesar de existirem várias pessoas formadas nessa área, ainda há um grande número de oportunidades para esses profissionais, já que são diversos os setores que precisam de engenheiros mecânicos. Neste post, você verá quais são os principais. Os salários também são atrativos, sendo em média de R$ 6,8 mil, de acordo com pesquisa do portal Catho. O mesmo estudo aponta que as melhores remunerações são encontradas nos estados da Bahia, Rio de Janeiro e Minas Gerais, respectivamente.

Você é bom em matemática e gosta de trabalhar em equipe? Então talvez essa seja a carreira que mais combina com você! Abaixo, reunimos informações sobre o mercado de trabalho, disciplinas que integram a grade curricular e o perfil necessário para ser um engenheiro mecânico. Saiba mais sobre a profissão e tire as suas próprias conclusões!

Onde os profissionais de Engenharia Mecânica podem atuar?

O engenheiro mecânico é o profissional que lida diariamente com mecatrônica e eletroeletrônica, normalmente atuando em indústrias que trabalham com máquinas, motores e ferramentas. Sua função é projetar, desenvolver e testar esses dispositivos.

Confira alguns segmentos nos quais o engenheiro mecânico pode atuar depois de formado:

1. Indústria metalúrgica

É na indústria metalúrgica que ocorre a produção de metais não ferrosos, assim como o tratamento de aços fundidos. Com isso, criam-se peças para outras indústrias, laboratórios e construção civil. Nas metalúrgicas, o engenheiro mecânico é quem cuida do desenvolvimento e construção de ferramentas e equipamentos, gerenciando os projetos e liderando as equipes.

2. Indústria automobilística

Para a fabricação de um automóvel e garantia de sua qualidade, é preciso ter profissionais de Engenharia Mecânica acompanhando todo o processo. Assim, esses engenheiros podem trabalhar no projeto, desenvolvimento e melhorias dos componentes dos veículos. Eles gerenciam times e acompanham a linha de montagem.

3. Indústria energética

Não são apenas os engenheiros de energia que são requisitados na indústria energética. O profissional de Engenharia Mecânica também pode atuar na pesquisa e desenvolvimento de soluções para a geração de energia. Sua expertise pode fazer muita diferença nos sistemas de energia eólica e de biocombustíveis, por exemplo.

4. Engenharia petroquímica

Assim como os engenheiros de petróleo, os engenheiros mecânicos também encontram oportunidades na indústria petroquímica. Nesse ramo, trabalham com projetos para a extração de petróleo e nas etapas de processamento e distribuição.

5. Setor público

Para quem procura estabilidade, a carreira no setor público pode ser muito atrativa. Os salários também costumam ser altos. Aos engenheiros mecânicos, costumam abrir vagas em concursos para a defesa civil, saneamento básico, planejamento e obras públicas, por exemplo.

6. Setor financeiro

Não é incomum que engenheiros sigam carreira em bancos e outras instituições financeiras, principalmente atuando com análise de investimentos. Isso ocorre por conta da formação analítica e matemática proporcionada pela faculdade, fazendo com que esses profissionais tenham conhecimento suficiente para conseguir analisar o mercado.

Especialidades do engenheiro mecânico

Quem se forma em Engenharia Mecânica costuma focar em uma das seguintes áreas:

  • Fabricação: com foco nos processos de fabricação das máquinas e suas peças;
  • Fluidos: trabalhando com máquinas hidráulicas e pneumáticas, como direção hidráulica e bombas d’água;
  • Projetos: utilização das novas tecnologias para projetar dispositivos e peças;
  • Térmica: construção de sistemas de refrigeração, turbinas e bombas de calor, por exemplo, ao se especializar em termodinâmica e transferência de calor;
  • Vendas técnicas: acompanhamento do processo de comercialização e suporte aos clientes.

Regiões com boas oportunidades para engenheiros mecânicos

Algumas cidades brasileiras se sobressaem na oferta de empregos para engenheiros mecânicos — sempre dependendo do setor de atuação desses profissionais, é claro. De forma geral, alguns municípios que se destacam são Camaçari, na Bahia, Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e a região do Grande ABC, em São Paulo.

Se a preferência for pela indústria automotiva, o Sudeste, com destaque para São Paulo, concentra as melhores oportunidades. Já no segmento de petróleo e gás, o Nordeste é referência. Para quem quer atuar com máquinas e equipamentos, o mercado mais aquecido está no Sul, especialmente em terras gaúchas.

Principais disciplinas do curso de Engenharia Mecânica

Para cursar Engenharia Mecânica, dois aspectos são fundamentais: gostar das ciências exatas e ter familiaridade com novas tecnologias. Grande parte das disciplinas do curso se relaciona com matemática e física, e os aparatos tecnológicos são fundamentais para o exercício da profissão.

Na Estácio, maior instituição de ensino superior privada do Brasil, as primeiras fases são marcadas pelas matérias que servem de base para as mais específicas, que serão vistas entre o meio e o fim da graduação. São disciplinas como Bases de Gestão para Engenharia, Bases Matemáticas para Engenharia, Informática para Engenharia e Física Teórica Experimental.

A partir do quinto período, que corresponde à metade do curso, começam a ser estudados os assuntos que estão mais voltados à prática da Engenharia Mecânica, como Materiais de Construção Mecânica, Metrologia Científica e Industrial, Resistência dos Materiais Mecânicos, Elementos de Máquinas, Máquinas Hidráulicas e Refrigeração e Climatização.

Ao fim do curso, no último semestre, é preciso entregar um projeto final que mostre que o acadêmico está apto para o mercado de trabalho.

Confira outras disciplinas que compõem a grade curricular de Engenharia Mecânica na Estácio:

  • Engenharia Sustentável;
  • Geometria Analítica e Álgebra Linear;
  • Análise de Dados;
  • Expressão Gráfica;
  • Mecânica dos Sólidos;
  • Fenômenos de Transporte;
  • Projeto Assistido por Computador;
  • Química;
  • Eletricidade Aplicada;
  • Ensaios Mecânicos;
  • Tecnologia de Soldagem;
  • Fratura dos Materiais;
  • Usinagem;
  • Mecânica Vibratória;
  • Gestão de Projetos de Engenharia.

O perfil do profissional que se forma em Engenharia Mecânica

Além de gostar de matemática e física, é preciso ter ou desenvolver algumas outras habilidades para ser um bom engenheiro mecânico. É comum que os engenheiros precisem trabalhar com profissionais de outras formações em alguns projetos, sendo muitas vezes até os líderes da equipe. Por isso, é necessário ter boa comunicação interpessoal, bem como noções de gestão de pessoas e de liderança.

Quando mencionamos a importância de ter afinidade com tecnologia, não nos referimos apenas às máquinas, tão presentes na rotina desses profissionais. Também será preciso utilizar diversos softwares no dia a dia, assim como saber quais os melhores e mais atualizados para otimizar o seu trabalho.

Indústria 4.0 e o trabalho do profissional de Engenharia Mecânica

A Indústria 4.0, ou quarta revolução industrial, busca melhorar a produtividade por meio de processos integrados de produção e logística, além de uma comunicação em tempo real entre funcionários, máquinas, sistemas, fornecedores e clientes — transformando as indústrias em “fábricas inteligentes”. Ela utiliza conceitos de sistemas ciberfísicos, internet das coisas e computação em nuvem. Por conta da Indústria 4.0, haverá uma transformação do atual modelo de trabalho.

A Engenharia Mecânica tem uma participação inegável nesse processo, já que é a responsável pelos mecanismos de movimentos e estruturas. A máquina não conseguirá substituir o trabalho humano em tudo. Por exemplo, o desenho de peças e dispositivos para a indústria, assim como a inspeção das linhas de produção, devem continuar sendo trabalho dos profissionais da Engenharia Mecânica. Eles também poderão fazer os testes dos novos produtos e máquinas.

Você se identificou com a carreira em Engenharia Mecânica? Caso ainda não tenha certeza de qual curso quer fazer, um teste vocacional pode ser uma boa saída. Fique de olho em nosso blog e conheça mais a fundo diversas outras graduações, como Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil e Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Já se você está certo de que quer ser engenheiro mecânico e este post serviu apenas para reforçar a sua escolha, também temos outros textos para você! Acompanhe os nossos conteúdos e saiba as melhores formas de conseguir estágio e ser produtivo e as principais tendências do mercado de trabalho.

Qualquer dúvida, estamos à disposição! Visite o campus da Estácio mais próximo e aproveite para conhecer a nossa infraestrutura. Até mais!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *