Neste ano você colocou como meta entrar na faculdade de Educação Física com a qual você sempre sonhou. Por isso, mesmo trabalhando o dia todo, à noite você iniciou um cursinho preparatório para o vestibular que pretende fazer, certo? Ou você decidiu estudar por conta própria para fazer o próximo Enem, incluindo horas de dedicação aos estudos aos finais de semana.

Não importa em que fase de preparação para a faculdade de Educação Física você esteja. Nesse momento, é natural que surjam algumas dúvidas, como se haverá trabalho nessa área para quem ainda está na faculdade e onde, após os quatro anos de duração do curso, será possível conseguir uma oportunidade. Além disso, você pode se perguntar também quais são as áreas de atuação hoje para quem faz a faculdade de Educação Física e qual o nível salarial dos profissionais formados. Se você quer saber mais sobre assuntos relacionados a essa área, continue lendo este conteúdo.

Saiba mais sobre o bacharelado e a licenciatura da faculdade de Educação Física

Para começar, será importante definir o seu caminho entre as opções de bacharelado e licenciatura. Essa escolha, por sua vez, vai depender do foco que você quer dar para a sua carreira depois de formado. De acordo com o Conselho Federal de Educação Física (CONFEF), o curso de licenciatura da faculdade de Educação Física forma professores que atuarão na educação básica, ou seja, na educação infantil e nos ensinos fundamental e médio.

Já o curso de bacharelado da faculdade de Educação Física forma profissionais com conhecimento para atuar na manutenção e na promoção da saúde, no treinamento e no ensino esportivo, assim como no condicionamento físico.

Para desempenhar essas funções, os profissionais da área vão atuar para elaborar, executar, avaliar e coordenar projetos e programas de atividades físicas para diferentes grupos. Quem se forma na faculdade de Educação Física em um curso de bacharelado poderá ainda atuar em clubes, academias, hospitais, condomínios e como personal trainer.

Mercado de trabalho para quem se forma na faculdade de Educação Física

O mercado de trabalho do profissional formado em Educação Física é muito amplo. Hoje, com o aumento da procura por qualidade de vida e por um estilo mais saudável para se viver, cada vez mais esse profissional conquista espaços que antes não imaginava.

A maior procura por vagas está mesmo em academias e escolas. Para se ter uma ideia, em uma pesquisa feita pela International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA), de 2007 até 2010, o número de academias no Brasil era de pelo menos 15.551, deixando para trás somente os Estados Unidos.

Todavia, o leque de oportunidades é imenso, podendo o profissional atuar em:

  • Clínicas esportivas;
  • Projetos de recreação, turismo e lazer – hotéis, resorts, pousadas;
  • Clubes esportivos – atuam na preparação física de atletas;
  • Empresas – com ginástica laboral para os funcionários;
  • Hospitais;
  • Postos de saúde;
  • Centros de referência para pessoas com deficiência;
  • Asilos;
  • Professor, do ensino básico ao médio.

Porém, somente pode atuar na área de educação física o estudante formado com faculdade reconhecida pelo Ministério de Educação (MEC), como a Estácio, e que tenha o registro no Conselho Regional de Educação Física (CREF).

Locais de atuação do profissional de educação física

Como educação física é uma disciplina obrigatória nos ensinos fundamental e médio, há uma grande procura no mercado de trabalho por professores dessa área. Além desse mercado, outro setor promissor para esse profissional é o das academias de ginástica. Esses locais precisam dos profissionais de educação física para acompanhar e orientar as pessoas durante os exercícios físicos.

Segundo o site Guia da Carreira, a Região Sul e a Região Sudeste são as que oferecem o maior número de vagas para quem se formou na faculdade de Educação Física nas academias. Já a Região Nordeste é a que mais oferece oportunidades para o profissional de educação física no segmento do entretenimento e do turismo.

Nas academias, o profissional de educação física pode optar por se especializar na área aquática, de musculação, no desenvolvimento motor ou na ginástica. Ou pode, ainda, atuar como personal trainer.

Vale lembrar que o estágio é obrigatório na faculdade de Educação Física e que ele pode ser feito a partir da segunda metade do curso de graduação. A bolsa-auxílio para o estagiário pode variar, mas a média é de R$ 817. Atualmente, a Estácio oferece mais de 19 vagas de estágio para o bacharelado de Educação Física.

Como está o salário para quem se formou na faculdade de Educação Física?

Assim como acontece com a maior parte das profissões, o salário de um professor de educação física varia de acordo com diversos fatores, como região do País, experiência profissional, idade, campo de atuação e especialidade. Por isso, os conselhos federal, regional e estadual dessa área e os sindicatos da categoria servem como uma boa fonte de informação para que você descubra os salários iniciais da profissão.

Por exemplo, um professor de educação física do ensino infantil em escola privada com jornada de 44 horas semanais recebe, em média, R$ 1.873,98. Já professores de instituições não escolares, como clubes recreativos, recebem pelo menos o piso salarial de R$ 2.365,00 para 220 horas mensais (em clubes com mais de 30 empregados em São Paulo e na região metropolitana). Esses dados fazem parte de uma pesquisa feita pelo Sindicato dos Professores de Educação Física do Estado de São Paulo (Sinpefesp).

O salário de um personal trainer varia bastante também. Segundo o site de classificados de empregos Catho, a média salarial nacional para um personal trainer é de R$ 1.780. Alguns profissionais também cobram por aula, ou seja, não têm um salário fixo. O valor para quem atua dessa forma depende da região, da experiência profissional e do poder aquisitivo do público atendido, podendo variar entre R$ 50 e mais de R$ 200 a hora.

Uma pesquisa sobre os salários da categoria apoiada pela Sociedade Brasileira do Personal Trainer (SBPT) indica que o salário médio do personal trainer no Brasil é de R$ 2.500. Já um preparador físico ganha, em média, R$ 2.037.

Conforme os anos, após formado, considerando a dedicação e o tempo no mercado de trabalho, um bom profissional de educação física pode ter um salário mensal que varia de R$ 2,5 mil a R$ 8 mil.

Ficou interessado em fazer a faculdade de Educação Física? Então confira mais informações sobre essa formação da Estácio. Aproveite também para conferir outros conteúdos no nosso blog sobre ensino superior, carreira e dicas para ter sucesso na sua profissão. Até o próximo conteúdo!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui