Curso de Direito: conheça as áreas promissoras para quem se forma nessa área

Durante o curso de Direito, muitas oportunidades de atuação são apresentadas aos acadêmicos. Normalmente, o estudante que entra nessa graduação já está inclinado a seguir na área Penal ou Civil – as mais conhecidas –, porém, durante a faculdade o acadêmico descobre ter afinidade com diversos outros ramos.

Quem é leigo pouco ouve falar em Direito Digital ou Compliance, por exemplo, mas esses são alguns dos segmentos que não param de crescer e que oferecem muitas oportunidades para quem está começando essa carreira. Para escolher a melhor área para você, é muito importante que ao longo do curso de Direito você busque se envolver em projetos de extensão e em estágios. Dessa forma você perceberá, na prática, como é trabalhar em diferentes áreas, o que facilitará a escolha do seu caminho depois de formado.

Veja quais são as áreas mais promissoras para quem está finalizando o curso de Direito

Por conta de alterações na legislação, situação econômica do País e grandes operações contra a corrupção, algumas áreas têm ganhado destaque no Brasil recentemente. Confira abaixo quais são elas:

1. Trabalhista

O Direito Trabalhista existe para regular a relação entre os empregadores e os empregados – que podem ser estagiários ou gestores, não importa a posição que eles desempenhem em uma organização. Esse é um ramo promissor pois é necessário para todas as empresas, independentemente do setor de atuação ou de seu porte. Nessas organizações, o advogado especializado na área trabalhista vai atuar para resolver conflitos e irregularidades apontados por um dos lados e que acabam indo parar na Justiça do Trabalho.

Esse mercado está sempre em evolução, então o advogado que escolher a carreira trabalhista deve atualizar-se constantemente. Um exemplo disso é que, em função da Reforma Trabalhista aprovada em 2017, esses profissionais tiveram demandas extras para ajudar as companhias a se adequarem às mudanças na legislação e a tirar as principais dúvidas dos seus colaboradores sobre o assunto.

2. Digital

Algumas leis recentes fortaleceram a atuação do profissional que trabalha com Direito Digital, como o Marco Civil da Internet, a Nova Lei de Proteção de Dados e a Lei Carolina Dieckmann. Esse ramo específico precisa dialogar constantemente com outros segmentos do Direito, como é o caso do Direito Civil, do Direito Tributário, do Direito Penal e do Direito do Consumidor.

Por isso, quem decide atuar na área deve aproveitar o curso de Direito para adquirir um bom conhecimento sobre essa área de formação como um todo. Com o crescimento dos negócios digitais, esses advogados também têm trabalhado com compliance e contratos de empresas de TI.

3. Arbitragem

A arbitragem vem crescendo no Brasil por ser uma forma de resolver conflitos e de evitar, consequentemente, a abertura de processos litigiosos. Ou seja, quando bem realizada, a arbitragem poupa advogados e clientes de desgastes maiores na esfera judicial.

O árbitro é quem conduz a sessão no tribunal arbitral, decidindo a metodologia que será usada, quais depoimentos serão ouvidos e mediando os problemas que possam surgir nesse processo. O profissional especializado nessa área auxilia ainda na decisão final da sentença arbitral, que tem o mesmo valor de uma sentença dada por um juiz.

4. Compliance

Estar em conformidade com as leis e regulamentos internos e externos significa estar em compliance. Os profissionais formados em um curso de Direito que escolhem essa especialidade têm a missão de deixar os processos das empresas de acordo com os órgãos reguladores das atividades desenvolvidas por elas.

Dessa forma, os advogados que atuam com compliance previnem questões jurídicas, evitando processos nos tribunais. Para isso, o profissional da área precisa entender profundamente as normas e as leis dos ramos de seus clientes. O compliance começou a ser mais valorizado a partir de 2005, conforme avançaram os inquéritos da Operação Lava Jato, e continua com uma demanda crescente no País desde então.

5. Eleitoral

Nos anos em que há eleições é mais comum a busca por profissionais especializados em Direito Eleitoral. Todavia, ainda que nos anos de voto popular a procura por advogados dessa área seja maior, não é só nesse momento que o trabalho deles é necessário.

O advogado eleitoral também precisa defender seu cliente em processos eleitorais e em possíveis pedidos de cassação. Medidas como a Lei da Ficha Limpa, por exemplo, fizeram com que esse tipo de auxílio jurídico fosse cada vez mais procurado.

6. Tributária

O Direito Tributário é o responsável pela arrecadação e pela fiscalização do pagamento de tributos. O Código Tributário Nacional determina as obrigações do Fisco e dos contribuintes e, além de estar atento a ele, o profissional formado no curso de Direito que deseja especializar-se nessa área deve acompanhar ainda a legislação específica que institui as taxas, as contribuições, os empréstimos compulsórios e a cobrança de impostos.

Para o empreendedor, contar com a ajuda de um advogado especializado nessa área é essencial para cuidar das obrigações tributárias de sua empresa. O advogado tributarista pode ser acionado também para, em caso de uma atuação incorreta, fazer o controle de danos e contestar o que for considerado inadequado. Assim, o ramo do Direito Tributário não para de crescer, já que é considerado essencial para qualquer negócio – a exemplo do Direito Trabalhista, indispensável mesmo em momentos de recessão econômica.

Se você ainda está nas primeiras fases do curso de Direito, terá tempo para escolher em qual ramo irá concentrar a sua carreira. Mesmo assim, não deixe para pensar na sua área de atuação apenas no final do seu curso. Acompanhe o nosso blog e saiba mais sobre o mercado de trabalho no Brasil. Até a próxima leitura!

3 responses to “Curso de Direito: conheça as áreas promissoras para quem se forma nessa área

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *