Já imaginou poder trabalhar de qualquer lugar do mundo? Pois essa é a realidade do chamado nômade digital. Profissionais de diversos setores que, graças ao avanço das tecnologias de comunicação e da internet, conseguem levar uma vida profissional longe das formalidades de uma empresa e sem uma residência fixa.

Esse tipo de trabalho que, até um tempo atrás, era considerado “não-convencional”, já está fazendo parte dos planos de muitas pessoas. E o motivo principal é que o nômade digital, além de trabalhar a distância, não possui uma rotina rígida e desenvolve atividades mais flexíveis em relação a um emprego formal. Isso significa poder trabalhar, por exemplo, em home office.

Mas engana-se quem pensa que a vida de um nômade digital é apenas viagens e aventuras. O profissional que quer seguir essa linha de trabalho precisa ser muito disciplinado e focado nas suas atividades.

Se você quer ter um emprego que permita toda essa flexibilidade, precisa conhecer os benefícios e os desafios de se trabalhar como nômade digital. Um dos primeiros caminhos é escolher um curso de graduação de qualidade, como na Estácio, que habilite você a uma dessas ocupações.

Vamos lá?

MATRICULE-SE EM UM CURSO DE GRADUAÇÃO DE QUALIDADE DA ESTÁCIO!

Leia também: Conheça 10 opções de profissões para trabalhar sozinho

O que define um nômade digital?

O nômade digital pode ser definido por duas características principais: o trabalho online e as viagens e mudanças constantes.

Isso significa que, para ser um nômade digital, o profissional precisa ter um emprego que não exija a sua presença em determinado escritório, cidade ou até mesmo país. Permitindo que, desde que conte com uma boa conexão de Internet, o profissional consiga cumprir com as atividades estabelecidas.

E aqui, um detalhe importante: nem todo profissional que trabalha de forma remota pode ser considerado um nômade digital. Afinal de contas, a parte do “nômade” significa que esses profissionais não fixam moradia no mesmo lugar por muito tempo.

Quais profissões permitem que você se torne um nômade digital?

Muitas empresas passaram a adotar o trabalho remoto, mas como já explicamos, isso nem sempre significa que o colaborador não precise estar presente vez ou outra em um escritório. 

E é por isso que optar por um trabalho como nômade digital está diretamente relacionado a sua formação e a profissão que você deseja seguir.

Para ajudar você a entender mais sobre esse estilo de vida e quem sabe, lhe inspirar, listamos aqui 8 profissões que permitem rodar o mundo como um nômade digital. Confira:

1 – Produtores de conteúdo

Uma das profissões mais populares entre os nômades digitais, a produção de conteúdo tem ganhado cada vez mais espaço e ampliando suas áreas de atuação graças à evolução e popularização do marketing digital.

Um produtor de conteúdo atua escrevendo diversos formatos de textos, principalmente para a Web, como por exemplo: artigos, livros digitais, redação publicitária, textos para sites, lançamentos de produtos, redes sociais, entre outros.

Algumas formações profissionais estão diretamente ligadas a esse tipo de atividade, com destaque para o Jornalismo e a formação em Letras.

Quem deseja se tornar um produtor de conteúdo precisa escrever muito bem e conhecer, além das regras da língua portuguesa (ou do idioma em que irá produzir conteúdo), as boas práticas do marketing digital.

2 – Fotógrafos

Os fotógrafos também possuem muitas oportunidades de desenvolver trabalhos como nômades digitais. 

Sabe aqueles banco de imagens da Internet, como o Getty Images ou o Shutterstock? Bons fotógrafos conseguem ganhar um bom dinheiro vendendo seus trabalhos para esse tipo de site.

Além disso, alguns fotógrafos também atuam como paparazzis para revistas de celebridades ou fazem coberturas especiais de acontecimentos pelo mundo.

Mas para isso, não basta “uma câmera na mão e boas ideias na cabeça”. É preciso se profissionalizar e conhecer melhor as técnicas e os equipamentos ideais.

Por isso, se você tem interesse pela profissão, a dica é optar por um curso tecnólogo em Fotografia, que é feito em até  dois anos e meio. Outras opções são os  cursos de jornalismo – para se especializar em fotojornalismo – e publicidade propaganda – se especializando em  Fotografia Publicitária.

3 – Tradutores

Profissionais que tem domínio de outras línguas também encontram boas oportunidades de trabalho como nômade digital. Mas para isso, é importante que tenham uma formação relacionada a tradução.

A fluência em uma língua permite que esse profissional atue traduzindo textos de forma em geral. E se for um tradutor juramentado, as oportunidades de trabalho e os salários são ainda maiores

Para se tornar um tradutor você pode optar por uma formação superior em Letras Espanhol ou em Letras Inglês.

4 – Designers

Os designers possuem diversas oportunidades de trabalho nas áreas relacionadas a comunicação, principalmente no universo digital. Por isso, essa é mais uma formação profissional que você deve considerar se pretende se tornar um nômade digital.

A graduação em design permite que o profissional trabalhe de forma remota e nômade atuando com o desenvolvimento de interfaces de games, sites, entre outros dispositivos. Além disso, pode atuar também no desenvolvimento de peças para publicidade, diagramação de livros (físicos e digitais), entre outros.

5 – Professores

Profissionais com formação em licenciatura podem ingressar em atividades no ambiente digital através de videoaulas e cursos online.

Esses profissionais podem atuar dando aulas sobre determinadas disciplinas em cursos preparatórios para vestibular ou concursos públicos, ou mesmo em cursos livres. 

Nesta área, os professores podem ser graduados em diversas disciplinas, tanto da área de exatas, como biológicas ou humanas, como por exemplo: Letras, Química, Biologia, Matemática, Português, Literatura, entre tantas outras.

Caso queira trabalhar de forma independente, os professores podem criar seus cursos e disponibilizá-los em plataformas de comercialização e distribuição de produtos digitais.

6 – Produtores Audiovisuais

A formação no curso de produção audiovisual capacita o profissional a atuar desde a concepção de um roteiro até a produção de um vídeo.

Esse mercado cresce a cada ano e também está relacionado a produção de conteúdo, mas aqui o foco são os vídeos. E com o crescimento de canais como Youtube, IG TV e Vimeo, as oportunidades de trabalho para esses profissionais são diversas.

Tanto para a produção de conteúdos publicitários, quanto para cobertura de determinados eventos esportivos, como é o caso dos Campeonatos de Surf, esses profissionais têm a oportunidade de trabalhar e viajar ao mesmo tempo.

7 – Empreendedores

A venda de produtos online cresce cada vez mais e administrar um e-commerce pode dar a você a oportunidade de trabalhar como um nômade digital. Mas o segredo aqui é saber administrar e gerir o negócio de forma profissional.

Por isso, se você busca se profissionalizar nesta área, o recomendado é fazer um curso de administração de empresas ou relacionado a gestão.

Essa formação ajudará você a administrar as finanças do negócio, mas também a gerenciar o processo de vendas e também a logística de recebimento e envio para clientes. E tudo isso de forma online, sem a necessidade de estar em um escritório.

8 – Advogados

Os advogados também podem se tornar nômades digitais ao dedicar seus conhecimentos e sua carreira para atuar como consultores online e também ministrando cursos preparatórios.

Essas consultorias podem ser dadas para empresas e relacionadas a gestão dos negócios. Já os cursos, uma área em que muitos advogados já atuam em seus formatos presenciais, também são um bom nicho em amplo crescimento.

Para isso, além do curso de Direito, é interessante que esse profissional busque se especializar para que possa ter foco em determinada área.

Aqui, apresentamos as principais profissões que podem ajudar você a se tornar um nômade digital. Mas além dessas oito citadas acima, existem outras graduações que podem ajudar você a realizar esse sonho, como por exemplo as áreas de psicologia, ciência da computação, arquitetura, entre tantas outras.

Mas para isso é preciso buscar uma graduação e ter em mente que trabalhar como nômade digital exige muita dedicação e disciplina.

Quer ser um nômade digital? Procure antes uma formação de qualidade

O momento é de aproveitar as tecnologias disponíveis e reinventar a sua própria carreira. Mas para isso, nada melhor do que uma formação de qualidade e, de preferência, em uma universidade respeitada em todo o país, como a Estácio.

Acompanhe mais informações sobre cursos, bolsas, mercado de trabalho e dicas no blog da Estácio.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui