Interessado em cozinha contemporânea? Conheça essa graduação

Você é apaixonado por cozinhar e sempre surpreende seus familiares e amigos com suas criações gastronômicas? É organizado e sabe trabalhar em equipe? Gosta de pesquisar tendências e novos ingredientes? Então você tem o perfil para cursar Cozinha Contemporânea.

Essa graduação torna o profissional capaz de atuar como chef, consultor, gestor ou proprietário de restaurantes e bistrôs. A boa notícia é que esse é um setor em crescimento e que promete se expandir ainda mais nos próximos anos. Ficou interessado? Então confira neste post tudo o que você precisa saber sobre esse curso de ensino superior!

Cozinha Contemporânea: um curso de graduação em alta

É só dar uma zapeada rápida pelos canais de televisão para esbarrar em vários programas de culinária, para todos os perfis e segmentos. Há os de receitas fáceis, vegetarianas, só de doces, carnes e até realitys de gastronomia, quando os candidatos precisam executar pratos perfeitos e com o desafio de ter o tempo cronometrado. Nesse sentido, um dos mais famosos é o MasterChef Brasil.

A atração já teve 10 temporadas no País, contando as edições para amadores, o MasterChef Júnior e o MasterChef Profissionais. O programa, que promove disputas entre chefs amadores ou profissionais, é transmitido pela Band e é um sucesso, representando o pico de audiência da emissora. Isso sem falar nos inúmeros canais do YouTube com receitas e dicas práticas para cozinhar, perfis no Instagram e outras redes sociais que ajudam a popularizar pratos e ingredientes.

Isso demonstra e reforça o interesse do público com a gastronomia, incluindo a cozinha contemporânea. Assistir a chefs renomados e com uma trajetória de sucesso inspira mais pessoas a se aventurarem pelo caminho entre as panelas. Além disso, cozinhar faz parte da tradição de muitas famílias e também é um momento de confraternização em muitos lares brasileiros – prova disso é que é comum as avós e mães passarem os livros das receitas tradicionais da família para os herdeiros seguirem o caminho e manterem o costume de reunir os familiares nos almoços de domingo.

Todavia, é importante lembrar que a profissão está longe do glamour das telas e exige muito estudo, dedicação e perfil arrojado e de liderança para avançar na carreira. A melhor forma de se preparar é cursar uma graduação na área. Assim, o estudante terá contato com todos os setores que envolvem se tornar um chef de cozinha qualificado. Vamos ver, a seguir, o que se aprende no curso de Cozinha Contemporânea.

Mas, afinal, o que é cozinha contemporânea?

Antes de prosseguirmos, é importante explicarmos o que é a cozinha contemporânea. Pode-se dizer que é uma mistura, já que traz elementos da cozinha clássica, seja ela árabe, brasileira, oriental, francesa, portuguesa ou italiana, com toques de sofisticação e modernidade. A ideia é sempre surpreender o público ao mesclar sabores, aromas e texturas, podendo realizar a releitura de uma receita clássica, uma apresentação arrojada ou até usar a tecnologia para o preparo dos alimentos.

Outra característica marcante desse segmento é a aposta no frescor dos ingredientes e nos alimentos da estação e típicos de determinada região. Por isso, são muito valorizados, por exemplo, os frutos e temperos brasileiros, já que estes garantem autenticidade e ingredientes frescos. Outro ponto importante da cozinha contemporânea é que ela é voltada para a degustação – por isso as receitas são minimalistas e, geralmente, acompanhadas de um bom vinho.

Apesar de ser mais presente nos grandes centros e metrópoles, aos poucos a cozinha contemporânea começa a ganhar adeptos e expressão em cidades menores, mas que têm perfil arrojado e cosmopolita. Países como França e Itália costumam disputar as primeiras colocações quando o assunto são os melhores restaurantes do mundo, mas o Brasil já aparece nessa seleta lista.

Organizado pela revista britânica Restaurant, o ranking “The World’s 50 Best” lista os 50 melhores restaurantes do mundo todos os anos. Em 2019, “A Casa do Porco”, do chef paulistano Jefferson Rueda, apareceu entre os mais prestigiados, na 39ª posição.

O restaurante premiado tem como filosofia “discutir a gastronomia brasileira, evidenciar o pequeno produtor, o olhar atento à cadeia produtiva e a preocupação com o que será servido à mesa”, que também são preceitos da cozinha contemporânea, que não se preocupa apenas com o alimento que será servido, mas com toda a cadeia e a qualidade e sustentabilidade dos ingredientes.

O que você aprende no curso de cozinha contemporânea?

O curso de graduação em Cozinha Contemporânea é amplo e engloba diversas atividades dentro da área. Além de desenvolver habilidades para uma cozinha criativa, o estudante irá aprender a organizar as atividades de produção de alimentos, além de assumir responsabilidades em funções operacionais, de organização e comercialização.

Dessa forma, o profissional estará preparado para valorizar os recursos alimentares, de maneira a prevenir desperdícios e preservar o meio ambiente. Por isso, as disciplinas são bem variadas. Confira agora algumas delas:

  • Antropologia da Alimentação;
  • Higiene e segurança de alimentos;
  • Nutrição básica;
  • Planejamento de carreira e sucesso profissional;
  • Preparo prévio de alimentos;
  • Almoxarifado, estoque e custos;
  • Cozinha fria;
  • Ervas, especiarias e molhos;
  • Cozinha brasileira;
  • Eventos e negócios em serviços de alimentação;
  • Panificação e confeitaria;
  • Café da manhã e lanches;
  • Culinária internacional;
  • Elaboração de cardápios;
  • Gastronomia saudável e sustentável;
  • Enologia, aperitivos e drinks.

Além da formação completa, o curso de Cozinha Contemporânea da Estácio tem outras vantagens. A graduação, com duração de dois anos, pode ser feita a distância, o que garante comodidade para o acadêmico. Assim, é possível estudar quando e como quiser; basta ter um dispositivo com acesso à internet. O curso EaD também permite conciliar a graduação com o trabalho e outros afazeres.

Outro aspecto interessante é que mesmo antes de formado o estudante já encontra oportunidades para colocar os conhecimentos em prática, já que há vagas para auxiliar de cozinha, que é aquele que trabalha sob o comando do chef ou nutricionista e auxilia no pré-preparo, corte e organização dos alimentos, e ajudante, responsável principalmente pela higienização dos instrumentos, bancadas e fogão a serem utilizados pelo chef. Assim, o acadêmico aprende ao lado de profissionais consolidados e dentro do dia a dia de um restaurante.

Qual o perfil do profissional?

Engana-se quem pensa que basta gostar de cozinhar para ser um profissional bem-sucedido na gastronomia e na cozinha contemporânea. Para comandar uma bancada são necessárias diversas habilidades. Uma delas é a organização. Manter utensílios e ingredientes no lugar é fundamental para dar conta do recado, sem sobrecarregar ninguém e contribuindo para a harmonia do ambiente.

Outra característica fundamental a esse profissional é ser um líder. Afinal, o chef de cozinha precisa orientar auxiliares, assistentes e cozinheiros. Ele é o maestro e o responsável por manter o funcionamento da engrenagem. Só assim é possível garantir a qualidade dos pratos e a entrega em um prazo razoável. Além disso, saber trabalhar em equipe é essencial, afinal é impossível coordenar uma cozinha sem o apoio dos colaboradores.

Também são habilidades importantes a boa comunicação e a gestão do tempo. Lidar com clientes famintos nem sempre é tarefa das mais fáceis, por isso é importante dividir as funções e calcular o tempo entre o pedido, o preparo e a finalização do prato. O profissional precisa ser ainda responsável e atento à validade e ao estado dos ingredientes para evitar contaminação e também gostar de pesquisar as tendências e os alimentos da estação para poder trazer inovação e novidade ao cardápio.

Como está o mercado de trabalho?

O curso de Cozinha Contemporânea permite que o profissional trabalhe em diversos segmentos, como hotéis, restaurantes, bares e SPAs, podendo atuar como chef de cozinha, personal chef, com consultoria, na gestão de estabelecimentos ou ainda enveredar para a área da educação, ministrando cursos, oficinas ou publicando livros e auxiliando na produção de vídeos e revistas do segmento.

Além de ser um campo amplo de atuação, diversas pesquisas mostram que o mercado está aquecido e com boas perspectivas. Segundo dados do Sebrae, o setor de alimentação fora de casa – ou de bares e restaurantes – registra uma expansão anual em torno de 10%.

Esse segmento gera cerca de 450 mil novas oportunidades de emprego por ano, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Apesar de as oportunidades serem voltadas principalmente para garçons, refletem também na demanda por chefs e auxiliares de cozinha.

E não para por aí. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que 25% da renda dos brasileiros é gasta com refeições fora de casa. O consumo de alimentos em restaurantes movimenta cerca de R$ 170 bilhões por ano no País.

Além disso, a Kantar Worldpanel, consultoria internacional especializada em consumo, em relatório divulgado em 2018, mostrou que o brasileiro gasta em média R$ 747 por ano com comidas e bebidas fora de casa. Os dados foram coletados entre maio de 2016 e junho de 2017. Assim como a média global (56%), mais da metade dos brasileiros (53%) têm o costume de comer em restaurantes.

Porém, para aqueles profissionais que sonham em montar seu próprio restaurante, a Abrasel traz um dado preocupante: 35% dos bares e restaurantes fecham as portas em dois anos. Esse alto índice de mortalidade dos negócios reforça a necessidade de qualificação e de buscar uma formação na área.

Até porque, além de aprender sobre gastronomia, no curso de Cozinha Contemporânea o estudante terá contato com disciplinas que envolvem noção de gestão e empreendedorismo, como a matéria de planejamento de carreira e sucesso profissional.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *