Banco de Dados: como é o curso de graduação e o mercado dessa área?

Muita gente defende que os dados são os principais ativos de um negócio. Realmente, não dá para negar que eles têm se tornado cada vez mais importantes. São, inclusive, fruto de negociações: há empresas que oferecem um produto ou serviço primário, como um aplicativo de saúde, por exemplo, e paralelamente comercializam as informações coletadas dos usuários para a indústria farmacêutica. Porém, esse tipo de transação tende a diminuir no Brasil quando a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrar em vigor em 2020. Devido às várias mudanças que essa legislação causará nas organizações, os profissionais especialistas em banco de dados estão sendo muito procurados pelo mercado.

Mas, afinal, o que um especialista nessa área faz? O administrador de banco de dados é o profissional responsável por gerenciar os dados de uma organização, por desenvolver o banco de dados, monitorar o seu desempenho, garantir que as informações sejam verdadeiras e que estejam disponíveis. Ele também atua para fazer as otimizações necessárias no banco de dados da organização. Imagine, então, o leque de possibilidades no mercado para quem é graduado nessa área. Se você ainda está em dúvida sobre qual faculdade fazer, confira abaixo se o curso de Banco de Dados tem a ver com o seu perfil.

Graduação em Banco de Dados: o que se aprende nela?

Antes de falarmos sobre o curso nessa área, vamos voltar algumas casas no nosso jogo do conhecimento. Você sabe, por exemplo, qual é a definição de banco de dados? Bem, de forma conceitual, um banco de dados é qualquer lugar que armazena informações.

Sob essa perspectiva, podem ser considerados um banco de dados artigos tão diversos quanto uma agenda com anotações ou um software complexo que cruza muitas informações. Ou seja, estabelecimentos de todos os tamanhos fazem uso de banco de dados, desde o salão de beleza, que tem planilhas do Excel com nome e telefone de clientes, até os órgãos públicos, com endereço e CPF de milhões de cidadãos.

O especialista nessa área, como comentamos antes, não fará a gestão de cadernetas, cadernos ou arquivos de forma isolada. Ele trabalhará todos os dados de uma organização para que as informações relevantes para o negócio estejam seguras e disponíveis para a tomada de decisões.

Se você se interessa por essa área, vale saber um pouco mais sobre a graduação em Banco de Dados. Confira algumas das principais disciplinas desse curso de graduação oferecido pela Estácio:

1. Redes de Computadores

A disciplina de Rede de Computadores ensina como criar, implantar, gerenciar e fazer a manutenção das redes de servidores e computadores de uma organização. É com essa matéria que você aprenderá também a controlar os níveis de acesso de cada usuário visando promover a segurança das informações. Faz parte da gestão de redes de computadores garantir uma boa conectividade para todos os usuários da empresa ou da instituição.

2. Segurança da Informação

Quem trabalha com esse foco precisa manter seguros os dados das organizações. Para isso, o profissional deve prevenir vazamentos de informações, fraudes e ataques de ransomware.

Para atingir esses objetivos e qualificar os profissionais que desejam atuar nessa área, a disciplina de Segurança da Informação trabalha com os diferentes tipos de vírus e ataques cibernéticos, os problemas que podem ocorrer em sistemas operacionais e as melhores formas de combater essas falhas.

3. Modelagem de Dados

Na disciplina de Modelagem de Dados se aprende a desenvolver estruturas no sistema de armazenamento das organizações para que as informações possam ser coletadas e resgatadas de acordo com determinado padrão. Isso permite que outros sistemas possam ser integrados ao banco de dados, trazendo mais eficiência ao recurso.

4. Big Data

O termo Big Data se refere a um grande volume de dados, estruturados ou não, que fazem parte do dia a dia de uma organização. Mas o que é realmente útil para qualquer organização não é apenas coletar um grande número de informações, mas sim analisá-las e, a partir disso, tomar decisões estratégicas com base nos insights gerados.

5. Programação

A programação é a base da maioria das disciplinas do curso de Banco de Dados. Ao saber programar você pode desenvolver softwares, aplicativos de celular e soluções de bancos de dados. Todos os comandos disponíveis nos programas e aplicativos só existem graças ao trabalho de um desenvolvedor. São diversas as linguagens utilizadas para isso, como Java, HTML, Python e C#.

Como está o mercado de trabalho para o profissional de Banco de Dados?

Como a LGPD traz mudanças para o tratamento de dados pessoais, desde a coleta até a distribuição dessas informações, todas as instituições precisarão de um profissional de banco de dados para se adequar a essa legislação específica. Assim, esse campo de atuação estará em alta por diversos anos ainda.

De acordo com o Site Nacional dos Empregos (Sine), o salário médio dos graduados na área pode variar entre R$ 2,3 mil (trainees em empresas de pequeno porte) e R$ 9,8 mil (profissional master em empresas de grande porte).

O que achou deste post? Se você se interessou pela graduação em Banco de Dados, saiba que ela pode ser feita nas modalidades presencial e EaD na Estácio. Essa formação prevê cinco semestres de aulas, com disciplinas como as citadas e outras como Modelagem de Dados, Arquitetura de Sistemas Distribuídos, Gestão de Projetos para TI, Interfaces de BD, Linguagem XML, Negócios Eletrônicos, Banco de Dados NoSQL, Computação em Nuvem, entre outras.

Caso você queira saber mais sobre outros cursos de graduação, navegue pelo nosso blog e confira conteúdos sobre as mais variadas profissões. Esperamos a sua leitura. Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *