Uma pesquisa realizada pelo Ibope Media mostra que o Brasil é o quinto país com maior número de conexões à internet no mundo. Esse é apenas um dos motivos que fazem com que profissionais de Sistemas para Internet tenham boas expectativas de trabalho.

Os profissionais de Sistemas para Internet têm encontrado um mercado de trabalho em plena evolução. A consequência disso é o aumento da necessidade de profissionais que consigam acompanhar todas essas mudanças trazidas pela tecnologia.

A razão de tudo isso é que o tecnólogo em Sistemas para Internet é capacitado para atuar na configuração, no desenvolvimento e na instalação de:

  • aplicativos mobile;
  • redes de Internet;
  • páginas de e-commerce;
  • banco de dados;
  • servidores;
  • páginas para internet e intranet, e outros.

Se você tem interesse em atuar na área de tecnologia, a graduação tecnológica em Sistemas para Internet pode ser uma excelente opção profissional.

Acompanhe esse artigo e conheça mais sobre o curso de Sistema para Internet, como atuar nesse setor e o que esperar do mercado de trabalho.

Boa leitura!

CONHEÇA O CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS PARA INTERNET.

Como é o curso de Sistemas para Internet

A Universidade Estácio de Sá é uma das instituições de ensino que oferecem a graduação tecnológica em Sistemas para Internet no Brasil.

A graduação tem duração aproximada de dois anos e meio e pode ser feita nas modalidades a distância e também  presencial.

Durante sua formação, o aluno de Sistemas para Internet tem acesso às principais ferramentas para atuar no desenvolvimento de páginas e portais. 

Além disso, tem contato com aulas teóricas e práticas. Essas últimas realizadas em modernos laboratórios, em que desenvolvem seus estudos sobre implementação de serviços de internet e intranet.

Para que tudo isso aconteça, esse aluno passa por disciplinas que envolvem estudos sobre matemática, linguagens de programação, empreendedorismo e outras.

Principais disciplinas da graduação 

Como explicamos acima, a Universidade Estácio de Sá oferece o curso tecnológico em Sistemas para Internet nas modalidades a distância e presencial.

É importante ressaltar que a grade curricular de ambas as modalidades é praticamente similar. Por isso, convido você a conhecer as principais disciplinas que fazem parte dessa graduação.

Confira:

  • Fundamentos de redes de computadores;
  • Introdução à programação estruturada em C;
  • Introdução à segurança da informação;
  • Organização e arquitetura de computadores;
  • Planejamento de carreira e sucesso profissional;
  • Banco de dados;
  • Computação em nuvem e Web Services em Linux;
  • Desenvolvimento Web em HTLM5, CSS, Javascript e PHP;
  • Introdução à computação e ao pensamento computacional;
  • Paradigmas de linguagens de programação em Pytho;
  • Desenho e formatação de negócios digitais;
  • Desenvolvimento rápido de aplicações em Python;
  • Gerenciamento de projetos;
  • Gestão e configuração de serviços em redes WIN
  • Inteligência artificial;
  • Manipulação de imagens digitais;
  • Programação cliente servidor;
  • Programação e animação;
  • Gerência de projetos em Tecnologia da Informação;
  • Gestão e configuração de serviços de redes LIN;
  • Matemática e Lógica;
  • Programação orientada a objetos em JAVA;
  • Web design;
  • Direito cibernético;
  • Padrões de projetos de software com JAVA;
  • Programação para dispositivos móveis em Android;
  • Segurança cibernética;
  • Tópicos de cloud, inteligência das coisas (IoT) e indústria 4.0 em Python;
  • Tópicos em Libras: surdez e inclusão.

O que faz um profissional de Sistemas para Internet

Os tecnólogos em Sistemas para Internet são responsáveis por planejar, desenvolver, implantar e gerenciar aplicativos, interfaces, redes e programas para internet.

São esses profissionais os responsáveis pela criação de sites, portais para internet e intranet, lojas de e-commerce, aplicativos e outros.

Como esses sistemas são construídos em etapas, é interessante que o profissional de Sistemas para Internet se especialize ou concentre-se em uma dessas etapas. Ou então que se capacite para que possa realizar a gestão de todo o projeto.

O profissional de Sistemas para Internet pode, entre outras possibilidades, atuar como:

Web designer

Responsável pelo desenvolvimento da interface gráfica do projeto, ou seja, o layout de sites, blogs, banners e demais mídias que podem ser veiculadas na internet.

Algumas das responsabilidades do web designer são:

  • cuidar da usabilidade do site;
  • preocupar-se com os aspectos estéticos dos layouts;
  • cuidar da acessibilidade da página, entre outras.

Desenvolvedor web

Responsável pela criação e manutenção de sites. 

Neste setor, o tecnólogo trabalha com códigos e linguagens de programação, além de ter um amplo conhecimento sobre a criação de layouts.

Engana-se quem pensa que o trabalho do desenvolvedor termina quando ele entrega o site para o cliente. Afinal, é preciso que esse profissional também faça sua manutenção: atualizando e criando ferramentas e inserindo novas informações.

Webmaster

O webmaster é o profissional responsável pela gestão de websites. Nesse caso, o trabalho do tecnólogo em Sistemas para Internet começa apenas quando o site já está no ar.

Dessa forma, o profissional atua no gerenciamento de atividades que envolvem o site, tais como:

  • fluxo de acessos;
  • análise do perfil de usuários;
  • comercialização de mídia;
  • atualizações; entre outras funções.

Segurança de informação web

Nessa área de atuação, o profissional é responsável pela proteção de banco de dados e conteúdos sigilosos.

Dessa forma, cabe a esse profissional desenvolver ferramentas e maneiras que protejam informações como essas. Geralmente esses profissionais atuam em instituições financeiras, e-commerce e outros.

Como é o mercado de trabalho para esse profissional

O aluno que cursa Sistema para Internet na Universidade Estácio de Sá já sai com uma boa vantagem. É que a instituição de ensino oferece mais de 113 vagas de estágio e empregos para os alunos dessa graduação tecnológica.

Além disso, existem boas oportunidades profissionais em empresas públicas e privadas; agências de comunicação e marketing; startups de tecnologia; pesquisa e consultorias. É possível até mesmo trabalhar de forma autônoma. 

A boa notícia para esse setor é que hoje já existem no mercado plataformas de recursos humanos especializadas na busca e contratação de profissionais, o que facilita que empresas encontrem os colaboradores ideais para suas vagas.

Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o salário médio de um tecnólogo em Sistemas para Internet é de R$ 5.623,98, com salário inicial de R$ 4.969,00, podendo chegar a R$ 8.499,13.

Ainda de acordo com a pesquisa do Caged, as melhores oportunidades de trabalho estão no estado de São Paulo e nas grandes capitais brasileiras.

Como ingressar no curso de Sistemas para Internet na Universidade Estácio de Sá

Se você se interessou pelo curso de Sistemas para Internet da Estácio, é hora de ingressar na graduação. 

Para isso, as opções são variadas, como:

  • realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem);
  • prestar o vestibular da Estácio;
  • transferir o seu curso de outra instituição para a Estácio;
  • solicitar a segunda graduação (sem a necessidade de vestibular) caso já tenha uma graduação.

O melhor é que, inscrevendo-se no curso de Sistemas para Internet da Estácio, você ainda tem a chance de conseguir bolsas de estudo de até 100%. Não perca mais tempo e garanta já o seu diploma com a qualidade Estácio. Inscreva-se!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui