Quem faz enfermagem pode já estar pensando em uma especialidade. Afinal, quanto mais especialista, melhores as chances de um salário alto e boas oportunidades de emprego. Com isso, considerar a área de nefrologia é uma boa. Mas quanto ganha um enfermeiro nefrologista?

No geral, o salário e as demandas de trabalho de um enfermeiro não mudam tanto. O pagamento é bem acima do salário mínimo no Brasil, e as oportunidades de trabalho no segmento da saúde sempre são bem grandes.

Mesmo assim, possuir um diferencial é uma boa. Ainda mais considerando a área de nefrologia e a demanda por bons profissionais. Segundo dados de 2019, da Sociedade Brasileira de Nefrologia, mais de 10 milhões de pessoas no Brasil possuem doença renal crônica. Com isso, fica óbvio a importância do enfermeiro.

Quer saber mais? Acompanhe!

Saiba mais: Enfermagem semi presencial: entenda como funciona o curso

O que faz o enfermeiro nefrologista?

De forma geral, o enfermeiro é responsável por manter e promover o bem-estar de pacientes das mais diversas idades. Pode trabalhar em clínicas, hospitais, centros cirúrgicos ou até mesmo acompanhando a pessoa dentro de casa.

Ele possui um papel fundamental em qualquer instituição de saúde, por auxiliar cada paciente e administrar medicamentos e outras orientações médicas. Por isso, para muitos profissionais, hospitais e clínicas não funcionariam propriamente sem o bom trabalho do setor de enfermaria.

Além disso, esse trabalhador pode e deve se especializar em uma área de estudo. Uma delas, a nefrologia, está entre as mais bem pagas. O enfermeiro Nefrologista desempenha suas atividades em hospitais e clínicas, fazendo o acompanhamento de pessoas com problemas renais.

Por isso, ele deve entender tudo sobre o funcionamento dos rins e como o tratamento de cada patologia deve acontecer.

Quanto ganha um enfermeiro nefrologista?

Mesmo entendendo bem sobre o segmento, é óbvio que quem quer se especializar acaba se perguntando quanto ganha um enfermeiro nefrologista. Bom, podemos adiantar que tudo depende do local de trabalho, tipo de contratação e cidade. Ainda assim, é possível traçar uma média.

Segundo o site Salário, a média de pagamento fica em torno de R$ 3.681,76, numa jornada de trabalho de 41 horas semanais. Ainda de acordo com o site, o teto da especialização pode chegar em R$ 6.163,85, isso considerando a média brasileira. Em outra fonte, a Catho, o salário fica na faixa de R$ 3.412,63.

Onde trabalha o enfermeiro nefrologista?

Agora você já sabe quanto ganha um enfermeiro nefrologista. Mas onde o profissional encontra emprego? Separamos abaixo os principais locais de trabalho:

  • Ambulatórios;
  • Clínicas especializadas em problemas renais;
  • Tratamento particular;
  • Unidades hospitalares, do setor público e particular;
  • Universidades e Centros Universitários.

Qual curso fazer?

Já tiramos de questão a pergunta de quanto ganha um enfermeiro nefrologista ou qual a sua função dentro de um hospital, por exemplo. Mas aí você se questiona: como chego lá? Bom, antes de qualquer coisa, você precisa se formar no curso de Enfermagem.

A Estácio disponibiliza essa graduação em diversos campi, com professores qualificados e uma boa estrutura de salas de aula e laboratórios. Nela, você estuda matérias como Anatomia dos Sistemas Orgânicos, Bases de Biologia Celular e Genética, Histologia e Embriologia e Microbiologia e Imunologia.

Além disso, o aluno pode optar por fazer a graduação no modo presencial ou semipresencial, quando as aulas acontecem em dias determinados da semana, aliando o ensino EAD com práticas em laboratórios.

Conheça a Pós em Enfermagem em Nefrologia

Depois de formado em Enfermagem, é preciso ultrapassar outro desafio: a especialização em Nefrologia. A boa notícia é que a Estácio também conta com a Pós-graduação na área.

Essa especialização prepara os enfermeiros para implementarem ações de cuidado ao doente renal. Um dos diferenciais do curso é sua interdisciplinaridade, caracterizada pela presença de professores dos mais diversos segmentos.

As aulas proporcionam debates pautados na produção científica, feita com experiências em pacientes com problemas renais. Também ocorre o debate de conceitos teóricos com simulações práticas, preparando o futuro profissional para o mercado de trabalho.

A pós em Nefrologia está disponível no modo presencial em diversos campi da Estácio, como o de Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. Além do mais, a carga horária do curso é de 430h, divididas em 280h presenciais e 80h de forma online, mais 70h de atividades práticas.

Principais disciplinas:

  • Anatomofisiopatologia Renal;
  • Atividades Práticas;
  • Enfermagem e as Diferentes Terapias Dialíticas I e II;
  • Gerência de Enfermagem em Unidades de Clientes Renais;
  • Medidas de Prevenção de Infecções em Diálise;
  • Metodologia da Pesquisa;
  • Transplante Renal.

Leia mais: Home care: uma área muito promissora da enfermagem

Entendeu quanto ganha um enfermeiro nefrologista?

Um bom salário, grandes perspectivas de trabalho e uma carreira duradoura, com grandes desafios e conquistas. É isso que lhe espera se quiser seguir o caminho da nefrologia como enfermeiro. Agora, depende de entrar na faculdade, fazer especialização e batalhar.

Mas, tudo fica mais fácil com uma graduação de qualidade, como a oferecida pela Estácio. Por isso, corre fazer a sua matrícula. Nosso texto respondeu sua pergunta? Segue lendo as nossas produções no blog e continue bem informado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui