Home care é o termo em inglês utilizado para assistência de saúde domiciliar. Essa é uma tendência que já existe há algum tempo em outros países e vem aumentando consideravelmente no Brasil. Essa modalidade de atendimento é uma alternativa para que o paciente se sinta mais confortável mesmo em situação de enfermidade. Portanto, essa é uma maneira de proporcionar mais qualidade na assistência prestada pelos profissionais da área da saúde.

Além disso, uma vantagem que o paciente pode ter em optar pela internação domiciliar é de ter um risco mais baixo de infecção. Pois os hospitais podem ser propagadores de infecções e vírus graves, podendo prejudicar o quadro de um paciente.

Neste post, vamos dar mais detalhes sobre a função de home care. Além disso, falar também sobre a graduação em Enfermagem oferecida pela Estácio, que habilita você a trabalhar nessa área.

Confira!

MATRICULE-SE NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DA ESTÁCIO

Leia mais: 7 vantagens de investir em uma faculdade de enfermagem

Como funciona o home care?

Essa modalidade de atendimento domiciliar funciona de acordo com o quadro evolutivo da enfermidade que o paciente tiver. O paciente que estiver hospitalizado e demonstrando boas condições de recuperação pode optar por continuar ou finalizar o tratamento em sua própria residência.

Para isso, ele deve conferir se o seu plano de saúde cobre essa modalidade ou contratar uma empresa especializada nesse tipo de atendimento que também está previsto pelo Sistema Público de Saúde (SUS).

O atendimento home care é regulamentado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e é fundamental que a casa do paciente tenha uma estrutura físcia adequada para continuar seu tratamento nela.

Quem optar por essa modalidade, contará com uma equipe de profissionais da área da saúde para dar continuidade aos serviços que eram prestados no hospital. Portanto, o paciente segue com o acompanhamento que era prestado anteriormente só que em uma modalidade diferenciada de cuidados.

Algumas restrições

Para usufruir do home care, o paciente deve ser autorizado por um médico e não deve estar mais necessitando de equipamentos que são administrados somente nos hospitais. Ou seja, somente pacientes com um grau de complexidade que é administrável fora dos hospitais podem optar por continuar se recuperando em casa com o auxílio de profissionais da enfermagem.

Quais as vantagens do home care

Com um sistema de saúde muito sobrecarregado, essa alternativa de atendimento pode ser uma estratégia para aliviar os leitos hospitalares. Além disso, essa pode ser uma forma de garantir uma recuperação mais rápida e plena, pois o reduto familiar pode ser um agente importante nessas condições.

Além de poder desafogar um pouco o sistema de saúde, tanto público, quanto suplementar. Também é importante ressaltar que desde que o lar do paciente obedeça as exigências da Anvisa, essa modalidade também pode minimizar o risco de infecções por bactérias ou vírus. Fatores que poderiam agravar ainda mais o estado de saúde caso a pessoa estivesse internada em um hospital.

Portanto, o home care acaba sendo uma maneira de atender quem sofre de alguma enfermidade de maneira muito especializada. É preciso levar em consideração que essa é uma forma de atendimento mais humanizada, pois quem utiliza esse serviço acaba tendo uma proximidade maior com o enfermeiro.

O home care como tendência para profissionais da enfermagem

Se você pensa em fazer um curso de graduação em enfermagem, saiba que essa área pode ser bastante abrangente dentro das possibilidades de atuação. Além de poder trabalhar em hospitais, clínicas e em instituições públicas, essa pode ser uma frente de trabalho alternativa. Pois acaba tornando-se um desdobramento dentro do campo de atuação de um enfermeiro.

Como qualquer profissional de outra área, o enfermeiro também deve observar as tendências de sua profissão. Caso essa modalidade seja adequada ao perfil, certamente essa pode ser uma estratégia interessante para exercer a profissão de enfermeiro.

Pois como foi dito anteriormente, essa modalidade vem crescendo de maneira bastante expressiva nos últimos tempos. Portanto, essa pode ser mais uma ocupação profissional.

Para dominar bem essa possibilidade de atuação, é primordial buscar uma qualificação mais adequada. Uma boa dica pode ser a de buscar uma pós-graduação ou um curso de especialização nas mais diversas áreas que são da competência de um enfermeiro. Essa qualificação pode trazer diversos benefícios para a sua carreira profissional.

Quais as funções da enfermagem home care?

Essa modalidade exige uma avaliação precisa e cuidadosa das condições de atendimento da residência do paciente. Além disso, é preciso planejar as ações de atendimento a quem optou por esse serviço, isso inclui manuseio de equipamentos da área da saúde e administrações de medicamentos.

O atendimento ao paciente em sua residência implica em auxiliá-lo em todas as suas necessidades, de modo que ele esteja 100% amparado pelos enfermeiros que estão de plantão na casa.

Além dessas questões, as empresas que prestam o serviço home care devem ser responsáveis em capacitar seus profissionais. Isso permitirá que o cuidador possa exercer esse atendimento de maneira eficiente para realizar os mais diversos tipos de tratamento e procedimentos que competem à enfermagem.

Atendimento com transparência

É imprescindível prestar essa modalidade de atendimento com transparência. Isso exige que o paciente esteja a par de toda a sua condição e tratamento que esteja sendo realizado.

Portanto, o enfermeiro deve fornecer todas as respostas ao paciente de maneira que seja objetiva e clara. É preciso levar em conta que na maioria das vezes o paciente não domina os termos técnicos e isso deve ser observado.

Assim como no hospital, devem ser elaborado relatórios sobre a condição de saúde do paciente. Isso permite um monitoramento sobre como está a evolução do quadro do enfermo.

As questões logísticas também não podem ser ignoradas e é preciso cuidar desses detalhes. Sendo assim, é preciso saber administrar o estoque de medicamentos, a possível locomoção ou transferência do paciente, encomenda de materiais, entre outros.

Qual o perfil dos pacientes que optam por esse serviço?

É muito comum pensar que o serviço de home care é adequado para pacientes de terceira idade. Embora eles sejam grandes usuários dessa modalidade de atendimento, eles não são os únicos. No entanto, pessoas de qualquer faixa etária podem optar pelo atendimento domiciliar.

Portanto, esse serviço é destinado principalmente para aqueles que têm uma doença crônica, doenças autoimunes, deficiência física ou mental, ou também quem tenha passado por algum processo operatório e esteja se recuperando.

Além disso, existem as pessoas que sofreram algum tipo de acidente e podem seguir o período de convalescênça em casa. Então, uma variada gama de pacientes podem utilizar o serviço de atendimento domiciliar e garantir uma maneira especializada de atendimento, acelerando a recuperação ou cuidados paliativos com mais qualidade de vida.

O perfil de quem deseja trabalhar em home care

Como qualquer frente de trabalho, é fundamental ter afinidade com aquilo que se almeja exercer. Para prestar atendimento domiciliar, o enfermeiro deve ter acima de tudo muita paciência.

Pois, é muito provável que os parentes do paciente venham interferir nos cuidados. Sendo assim, é fundamental saber ignorar e se posicionar de maneira que não seja ofensiva.

Como o enfermeiro irá conviver uma parte do tempo na casa do paciente, também é fundamental respeitar os hábitos e as crenças que encontrará por lá. Nesse sentido, é preciso ignorar toda contradição que você encontre e saber separar o lado profissional do pessoal.

Conclusão

Como você pode perceber, a modalidade home care pode ser uma forma de atendimento muito especial, pois ela permite que o paciente tenha contato com o ambiente familiar e isso certamente garante mais conforto e privacidade.

Além disso, essa é uma alternativa mais humanizada de dar continuidade a um paciente que tenha enfrentado um momento difícil com sua saúde. É preciso levar em conta que o enfermeiro que exerça esse trabalho tenha uma sensibilidade acima da média, pois essa é uma característica fundamental para quem presta cuidado ao outro.

E também é importante ressaltar que buscar mais qualificação sempre é positivo para uma carreira profissional, pois isso permite que se tenha uma visão mais ampla do mercado de trabalho.

Uma coisa podemos garantir. Na graduação em Enfermagem da Estácio você estará totalmente habilitado para seguir profissionalmente na área.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui