Vivemos cada dia mais imersos em tecnologia e na tão falada era digital. Isso significa que a comunicação como a conhecemos tem mudado, modificando também algumas atividades simples, como as entrevistas de emprego. Por exemplo, você sabe como fazer um vídeo de apresentação para um processo seletivo? Essa é uma dúvida que tem surgido justamente por conta da modernização dos sistemas de contratação.

É muito comum que as empresas peçam um vídeo de apresentação para os candidatos que estão concorrendo a uma vaga de emprego ou estágio. Isso economiza tempo do contratante, que pode avaliar mais rapidamente como o possível novo colaborador se sai diante de uma tarefa como essa.

Se você tem dúvidas sobre como fazer um vídeo de apresentação para processo seletivo, acompanhe o texto a seguir e veja algumas dicas que vão te ajudar nessa hora tão importante!

Leia também: Papo com especialista: os principais desafios do mercado de trabalho atual.

O que é um vídeo de apresentação?

O vídeo de apresentação para um processo seletivo pode variar de acordo com o que a empresa está buscando e com a vaga a ser preenchida. O contratante procura conhecer melhor os candidatos, já que, muitas vezes, não é possível fazer esse reconhecimento apenas analisando o currículo comum.

Em vídeo, o candidato acaba mostrando um pouco mais do seu perfil, seu modo de falar e expor ideias, sua dicção e até mesmo sua linguagem corporal, que poderá também ser analisada pelos entrevistadores. A gravação também serve como uma espécie de desafio para o possível contratado. Isso porque terá que se sair bem para conseguir uma oportunidade na próxima etapa.

A apresentação por vídeo costuma não ser muito longa e deve seguir o padrão pedido pela empresa contratante. Em geral, primeiro o candidato se apresenta com informações pessoais, como nome, idade e local em que reside. A seguir, fala um pouco de suas experiências profissionais e formação acadêmica. Em alguns casos, é interessante comentar os motivos que o levaram a se inscrever na vaga e o porquê seria a melhor contratação para aquele emprego.

O vídeo de apresentação para processo seletivo deve ter uma linguagem clara, objetiva e, principalmente, autêntica. É importante mostrar quem você é, dando ênfase em seus pontos fortes. O contratante precisa perceber que a vaga será bem preenchida se você for a opção escolhida. 

Currículo ou vídeo de apresentação: qual a diferença?

O currículo ainda é a forma mais fácil e direta de ser notado por uma empresa. Seja impresso ou digital, ele é o responsável pelo primeiro contato entre os recrutadores e você. O vídeo de apresentação não substitui o currículo, pelo contrário. A gravação funciona como um passo a mais para se apresentar e tentar se destacar entre outros concorrentes.

Ao contrário do currículo, que pode ser enviado por e-mail para praticamente qualquer empresa, não é indicado que um vídeo de apresentação para processo seletivo seja enviado para um banco de dados ou vagas aleatórias. Quando é solicitado, espera-se um vídeo padrão, que responda as principais questões do contratante. 

O mais comum é que após rápida análise de um currículo, a empresa selecione alguns candidatos que se destaquem pelos feitos profissionais. O vídeo de apresentação será pedido apenas para esses concorrentes, de acordo com o que a empresa achar necessário receber de informação. Depois de analisar os vídeos, é possível que ocorra uma entrevista individual, podendo ser presencial ou remota. 

Resumindo, é necessário elaborar um bom currículo antes mesmo de pensar em um vídeo de apresentação para o processo seletivo. Hoje em dia, existem alguns aplicativos para fazer currículo, capazes de formular e até melhorar o documento já existente. 

5 dicas de como fazer um vídeo de apresentação para processo seletivo

1. Faça um roteiro para o vídeo

O primeiro passo para criar um bom vídeo de apresentação é organizar as ideias no papel. É importante saber exatamente o que falar antes de iniciar a gravação, para evitar a necessidade de muitas edições ao longo do vídeo. 

O roteiro não precisa ser perfeito, mas tem que ser completo. Uma boa dica é colocar em tópicos todas as informações que você pretende falar, desde as mais simples, como nome e idade, até as mais complexas e longas, como cursos extracurriculares e a última experiência profissional.

Com todas essas informações organizadas, ficará muito mais fácil de gravar e o recrutador certamente perceberá que você usou seu tempo e se dedicou para entregar um bom vídeo.

2. Pratique o texto antes de gravar

Essa dica é muito importante também para evitar diversas gravações e edições desnecessárias. Depois de organizar o roteiro, é hora de ler e tentar encaixar todas as informações de forma natural e fluída. Quanto mais vezes você passar o texto, mais ele ficará fixado na sua mente.

Uma boa ideia é sentar em frente à câmera com o roteiro em mãos e ler algumas vezes, como se estivesse ensaiando. Depois que se sentir seguro, finja que a câmera está ligada e passe o texto novamente, sem a ajuda do roteiro. Assim, é possível perceber como as frases se encaixam e se a ordem das informações faz sentido.

Gravar algumas vezes sem esperar que seja o vídeo final também pode ajudar. Grave sem pressão, como se fosse apenas mais um ensaio. Assim, é possível que o vídeo fique natural e do jeito que você quer, quase sem perceber.

3. Grave em um local iluminado e silencioso

O local de gravação é muito importante, porque além de analisar a sua apresentação, a empresa também observa detalhes, como o tempo despendido para organizar a gravação do vídeo.

Procure lugares bem iluminados, em que seja possível ver seu rosto com detalhes. O silêncio também é muito importante, então tente gravar em um local calmo, em horários com pouco movimento. Em geral, as primeiras horas da manhã são ideais para esse tipo de vídeo, já que é possível utilizar luz natural e os ruídos costumam ser menores.

4. Seja objetivo com as informações

Uma das dicas mais importantes sobre como fazer um vídeo de apresentação para processo seletivo é a objetividade das informações. O recrutador espera que o vídeo seja curto e simples, então nada de se prolongar em histórias do seu último emprego, a não ser que sejam realmente relevantes.

Seguir o roteiro é essencial para manter a objetividade das informações. Seja claro com as suas pretensões e busque responder todas as questões enviadas pela empresa. Caso não haja perguntas específicas, fale sobre suas qualidades e habilidades adquiridas ao longo das últimas experiências.

5. Se apresente como se estivesse ao vivo

O recrutador quer te conhecer melhor, e é para isso que o vídeo de apresentação serve. Busque usar roupas e acessórios que usaria em uma entrevista de emprego presencial. Se a vaga é mais formal, tente mostrar formalidade, mas sem criar um personagem que não existe. O mesmo serve para o contrário. Se a vaga é para um cargo menos formal, não há necessidade de terno e gravata, não é mesmo?

Busque falar e agir naturalmente, assim como faria em um ambiente de entrevista. O vídeo pode ajudar, e muito, a conseguir a tão desejada vaga!

Como melhorar o currículo e garantir uma vaga no mercado de trabalho

Já sabemos que, antes mesmo de um vídeo de apresentação, a porta de entrada para uma boa vaga de emprego é o currículum vitae (CV), não é mesmo? Mas é importante ressaltar que um currículo mal feito ou não muito bem organizado pode acabar com qualquer chance de contratação. Veja a seguir algumas informações preciosas para usar na hora de criar seu documento.

Além de bem estruturado, o CV, como também é chamado, precisa conter as principais informações sobre o candidato. Uma das maiores dúvidas é o que colocar na área de objetivo, por exemplo. Aqui você encontra algumas dicas sobre como especificar a posição desejada e o que dispensar na hora de descrever suas pretensões.

Um ponto muito importante na elaboração do currículo é a formação. Dependendo da vaga que está buscando, essa é a primeira pergunta que o recrutador deseja ter respondida. Por isso, é importante investir em cursos que melhorem suas qualificações e que ofereçam acesso a um melhor posicionamento no mercado. A Estácio possui uma longa lista de cursos de pós-graduação em todas as áreas de conhecimento. Não deixe de conferir!

Quer mais dicas de como se dar bem no mercado de trabalho? Então, acompanhe o nosso blog!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui