Muitas vezes é comum relacionarmos a fadiga apenas a uma característica física do nosso corpo, mas o cansaço mental é preocupante e pode ser evitado. Ao final de um longo dia ou período de estudos, por exemplo, talvez você perceba uma sensação extrema de cansaço que chega a ser maior do que a sentida após a prática de qualquer exercício físico. E é isso que precisa ser evitado! 

Antes de mais nada, é preciso entender o que é o cansaço mental. Ele acontece quando o seu cérebro chega ao limite — o que pode ser causado por inúmeros fatores como pressão emocional, psicológica ou intelectual. Assim, o cérebro passa a ter muita dificuldade para raciocinar. Como consequência disso, você passa a ter sintomas como desatenção, dispersão e lentidão para conseguir resolver os problemas. E isso tudo não é resolvido se a mente de fato não descansar. 

O cansaço mental, quando não tratado com o cuidado que precisa pode chegar a casos extremos levando a pessoa a quadros sérios de ansiedade e depressão. Por isso, é bastante importante lembrar que o nosso cérebro precisa de descansos diários para relaxamento tanto quanto nosso corpo. 

Portanto, se você está se preparando para provas importantes que exigirão bastante de sua concentração e foco, é necessário ficar atento a hábitos que ajudam a evitar que sua mente chegue a um nível de exaustão máxima. 

MATRICULE-SE EM UM CURSO DE GRADUAÇÃO DE QUALIDADE DA ESTÁCIO!

Leia também: Graduação para concursos: 6 cursos para ingressar no serviço público

As possíveis causas do cansaço mental

Quando você está em um ritmo de estudos muito frenético, passando longas horas lendo, em frente ao computador, tendo que lidar com inúmeras responsabilidades, em geral passamos a nos sentir sobrecarregados. 

Esse sentimento de necessidade de “dar conta de tudo” nos coloca em uma posição de ansiedade e acabamos, na pressa de conseguir fazer todas as coisas, não dando toda a atenção necessária à nossa inteligência emocional. 

Então quando nos deparamos com frustrações, dificuldades para lidar com alguma das fases de seus estudos, até mesmo conteúdos que exigem demais de sua atenção, a mente começa a sentir essa necessidade de pausas para se recompor.  

Sem essas pausas e equilíbrio, a chance de você acabar estressado e doente, colocando sua saúde e esforço em risco são altíssimas.

Como enfrentar o cansaço mental?

No seu dia a dia, existem algumas maneiras de evitar que seu corpo e mente chegue a um nível de exaustão que cause danos. Tenha em mente que de nada adianta todo o estudo se o seu corpo não tiver tempo para se recuperar.

Afinal, queremos chegar nos dias de provas prontos para aplicar todo aquele esforço, certo?  

Fique atento às suas emoções

Excesso de cobranças, expectativas e banalizar os sentimentos que o seu corpo está mostrando sentir. São algumas das questões que podem levar à fadiga mental durante um período de provas e estudos intensos. 

Ao passo que manter uma rotina de estudos aplicada e regrada é importante, as pausas para compreender seus sentimentos também são. Sua saúde mental é a parte mais importante desse processo todo. 

Procure por atividades como a meditação para tentar acalmar os pensamentos antes e depois dos estudos. Dar atenção à respiração ajuda a baixar a adrenalina e ansiedade nos momentos de muita agitação.  

E quando a pressão parecer grande demais, busque ajuda de um profissional de terapia, psicólogo, que pode ser crucial para passar por essa fase. 

Não esqueça das pausas 

Se você é daquele tipo de pessoa que tem dificuldade de concentração, ou esquece de fazer pausas quando entra em um ritmo de estudos, uma boa dica é colocar os espaços de tempo livres já no seu planejamento de estudos. 

Por exemplo, após 2 horas de estudo, ou a cada final de um conteúdo você faz uma pausa de 15 minutos para relaxar, respirar um pouco e colocar a mente em ordem novamente. Mas apenas esse tipo de tempo não é o suficiente, ok?

Lembre-se de tirar alguns dias para fazer coisas diferentes da sua rotina habitual de estudos. Essa quebra de rotina é o gás que sua mente precisará para se manter estável. 

Um bom planejamento faz toda a diferença  

E já que falamos de incluir pausas em seu planejamento, caso você ainda não tenha se organizado para planejar sua rotina de estudos, prioridades e metas, essa é uma atividade excelente e que pode diminuir muito a ansiedade de ter que fazer coisas demais. 

Quando você consegue, minimamente, organizar a sua rotina diária com prioridades claras a mente fica muito mais tranquila ao vencer cada uma das atividades previstas para aquele dia. Deixando de lado o sentimento de que você não dará conta de todos os estudos, por exemplo. Às vezes o que falta é apenas uma boa organização antes de tudo. 

Respeite o tempo do seu corpo 

Quando aqui falamos de respeitar o tempo do seu corpo, estamos falando de dormir. Boas noites de sono — no mínimo 8 horas por noite —  são essenciais para manter a mente e o corpo sãos.

Entenda que você precisa sentir-se descansado para conseguir bons resultados nos estudos, além de isso facilitar a concentração. Sempre que puder, busque dormir mais cedo e descansar sem interrupções, só assim o corpo e mente relaxam de verdade. 

Em caso de sentir que tem tido problemas com insônia, busque compreender se algo em sua alimentação talvez não esteja fazendo com que você durma mal. E não espere passar muito tempo em caso de isso não se resolver! Busque ajuda de um profissional da saúde. 

Leia também: Como se organizar para estudar em casa? Veja 9 dicas

Muita água e cuidado com a alimentação 

Manter-se hidratado e bem nutrido são essenciais para um estudante em fase intensa de atividades. Procure manter uma alimentação balanceada diariamente, comendo alimentos de todos os complexos nutricionais que o seu corpo necessita. Portanto, carboidratos, proteínas, vitaminas, sais minerais. 

Esse não é o momento ideal para algum tipo de dieta restritiva com algum desses nutrientes — por exemplo, deixar de comer carboidratos. Esses tipos de alimentos fornecem uma energia enorme ao estudante. E com a mente a todo vapor, você precisará de toda essa energia. 

Outra sugestão é evitar — quando possível —  alimentos contendo muito açúcar ou frituras. Esse é o tipo de coisa que o corpo demora muito para digerir, então toda a energia que deveria estar focada no cérebro, acaba dividida. Pode causar cansaço e falta de concentração.

E claro, não se esqueça da água. Além de te manter saudável, ingerir uma boa quantidade de água por dia ajudará seu cérebro a raciocinar melhor. Corpo hidratado e mente funcionando bem. 

Pratique exercícios físicos com frequência  

A prática regular de exercícios físicos ajuda o estudante a manter uma frequência e rendimento necessários para esse momento da vida. Além de liberar substâncias benéficas para a mente —  a serotonina e a endorfina — exercícios ativam todo o sistema cardiorrespiratório do corpo e do cérebro. 

A consequência desses benefícios todos juntos é um aluno mais concentrado, alerta e motivado. Busque por exercícios que façam sentido com a sua rotina, nada longo ou que exija demais de seu corpo, apenas o suficiente para equilibrar a saúde mental. 

Caso você tenha dificuldades de sair de casa para a prática de exercícios, hoje em dia existem diversos aplicativos para celular, ou videoaulas com dicas do que você pode fazer sozinho em casa sem perigo de se lesionar. Desde exercícios aeróbicos comuns, até aulas simples de dança, força e até yoga.  

Não deixe de procurar auxílio de um professor ou instrutor caso você se sinta inseguro para realizar algumas práticas sozinho. É um investimento que vale ser feito!  

Conte com a sua rede de apoio  

Momentos da vida onde precisamos nos dedicar intensamente a uma atividade, como pré provas ou concursos, mesmo com todos os cuidados o cansaço mental pode acabar acontecendo.

Não deixe de pedir apoio à sua rede de amigos e familiares, pois compartilhar os sentimentos, medos e ansiedades, pelo simples fato de se sentir apoiado pode fazer toda a diferença nos resultados que você busca alcançar. 

Acompanhe mais informações sobre cursos, bolsas, mercado de trabalho e dicas no blog da Estácio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui