A busca pelo autoconhecimento tem sido mais recorrente nos dias atuais principalmente com ajuda da internet. Testes como o 16 personalities, por exemplo, podem mostrar traços importantes de personalidade que traduzem a forma como vemos o mundo e ainda por cima, como somos em um ambiente profissional. 

É normal o ser humano buscar se conhecer e aprender mais sobre suas características, afinal, nem sempre sabemos como os outros nos enxergam. 

Então seja apenas por curiosidade, para se conhecer melhor ou até mesmo em um processo de contratação para uma vaga, pode ser bem interessante cogitar fazer o teste 16 Personalities.

Quer saber mais sobre esse teste? Acompanhe!

Leia também: Teste vocacional: apoio para você decidir seu futuro

O que é o 16 Personalities?

O teste chamado de teste de personalidade MBTI foi criado durante a Segunda Guerra Mundial pelas professoras Katharine Briggs e Isabel Briggs Myers

O objetivo ao criar este teste era principalmente ajudar mulheres que trabalhavam em indústrias militares a descobrirem em qual função seriam mais eficientes. Além disso, seu outro objetivo era auxiliar a sociedade a enxergar a importância das diferenças e particularidades de cada indivíduo. 

No entanto, usa-se o teste até os dias de hoje, só que agora com intuito de autoconhecimento tanto pessoal quanto profissional. 

É por este motivo que muitas empresas aderiram ao teste 16 Personalities para compreender melhor o perfil do candidato. 

Como funciona o 16 Personalities?

Segundo o próprio teste, existem quatro pares opostos de maneiras de pensar e agir chamados de dicotomias, são eles: extroversão e introversão, razão e sentimento, sensorial e intuição, julgamento e percepção.

Na prática, o 16 Personalities funciona por meio de um questionário onde são feitas perguntas sobre gostos pessoais, preferências e, conforme a resposta do candidato, o teste informa quais as tendências comportamentais desse indivíduo.

Durante o teste, o indivíduo responde às perguntas de acordo com uma escala entre concordo e discordo, com níveis de intensidade para cada respostas. 

Dessa forma, de acordo com as respostas, a pessoa recebe uma letra que indica uma característica. Vale mencionar que essas 16 personalidades estão inseridas em pilares que definem cada característica.

Como são definidas as características no 16 Personalities?

Durante o teste, as dicotomias são divididas em características básicas comportamentais e podem ser representadas por: Atitudes, funções, racionalistas e sentimentais e estilo de vida. 

Dessa forma, o teste pode ser medido de maneira mais precisa, classificando as características do indivíduo em grupos.

Em seguida, classifica-se estas dicotomias formando 16 tipos psicológicos divididos em 4 grupos de temperamentos. São eles:

  • Analistas;
  • Diplomatas;
  • Sentinelas;
  • Exploradores.

Entenda mais sobre os 16 tipos psicológicos estabelecidos pelo teste:

Analistas

  • Arquiteto (INTJ): Criativo, estrategista e ambicioso, os Arquitetos formam apenas 2% da população mundial e por isso são considerados raros;
  • Lógico (INTP): São pessoas criativas e lógicas. Compõem apenas 3% da população;
  • Comandante (ENTJ): Esses são os ousados, criativos e líderes energéticos. Além de serem confiantes e carismáticos, também são bastante racionais;
  • Inovador (ENTP): Uma pessoa ENTP é curiosa e esperta. Buscam desafios e sempre estão atrás de conhecimento.

Diplomatas

  • Advogado (INFJ): Eles são idealistas, místicos, no entanto, inspiradores;
  • Mediador (INFP): São pessoas bondosas, altruístas e poéticas. Pessoas com essa personalidade estão sempre disponíveis para ajudar;
  • Protagonista (ENFJ): Esses são líderes naturais, com muita paixão e carisma são inspiradores e hipnotizantes;
  • Ativistas (ENFP): Sociáveis, criativos de espírito livre e sempre buscando uma razão para sorrir.

Sentinelas

  • Logístico (ISTJ): Pessoas práticas e muito confiáveis;
  • Defensor (ISFJ): O defensor é aquele indivíduo protetor, dedicado e acolhedor. Está sempre pronto para defender quem ama;
  • Executivo (ESTJ): Excelentes administradores e em gerenciar pessoas;
  • Cônsul (ESFJ): Pessoas atenciosas, populares e bastante socais.

Exploradores

  • Virtuoso (ISTP): São pessoas práticas, ousadas e mestres em variados tipos de ferramentas;
  • Aventureiros (ESTP): Os aventureiros são artistas, charmosos e flexíveis. Eles estão sempre prontos para experimentar algo novo;
  • Empresário (ESTP): São inteligentes e energéticos, conseguem perceber as coisas com facilidade e gostam de correr riscos;
  • Animador (ESFP): Essas são as pessoas espontâneas e animadas. São bastante sociáveis e alegram todos por perto.

Para que se usa o 16 Personalities?

Usa-se bastante o teste para que as pessoas possam se conhecer ou aquelas que querem matar a curiosidade sobre suas principais característica. Afinal, nem sempre conseguimos perceber como os outros nos enxergam de fora. 

Além disso, o teste pode ser um ótimo instrumento para melhorar relacionamentos interpessoais. Por este motivo, é bastante comum que recrutadores em empresas utilizem desse teste para compreender melhor o candidato a fim de conhecê-lo além do currículo formal. 

Também pode-se utilizar dentro de empresas para ajudar colaboradores com a liderança e enxergar aptidões e diferenças de cada um. 

Como você pôde ver, o teste 16 Personalities pode ser usado para os mais diversos fins, mas em todos os casos com intuito de conhecer melhor a pessoa que está sendo testada.

O teste é confiável?

De um modo geral, o teste é bastante confiável e conta com uma forma bem assertiva para identificar personalidades e comportamentos. 

No entanto, para que medir o teste da forma mais precisa possível é importante preencher as informações de forma mais sincera, evitando deixar respostas no “neutro” e sendo honesto mesmo que a resposta desagrade por alguma razão. 

Leia também: Faculdades para fazer: opções interessantes de carreira

Para mais dicas como essa, acompanhe o nosso blog!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui