Se estudar o poder da natureza faz parte dos seus planos, você sem dúvida vai gostar da carreira de Ciências da Natureza. A Estácio oferece um curso com muita qualidade nessa área e que vai abrir sua cabeça para novas oportunidades no mercado. Ciências da Natureza é um campo bastante amplo e que está em alta em todo o mundo.

Primeiramente, os principais ramos das ciências da natureza são: biologia, astronomia, geologia, química e física. Contudo, essas ainda podem ter várias subdivisões. Como por exemplo, a biologia que pode se dividir em zoologia, botânica, oceanografia, entre outros.

Então, todas as áreas estão conectadas entre si quando se trata do poder da natureza. Além disso, as áreas devem ser colaborativas entre si. Com isso, há várias oportunidades de profissões nesse campo.

E aí? Ficou interessado no assunto? Vamos falar mais sobre essa carreira tão abrangente e atual, além de dar mais detalhes sobre o curso da Estácio. Confira!

MATRICULE-SE NO CURSO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA NA ESTÁCIO

Leia também: Cursos livres: conheça as opções oferecidas pela Estácio

A carreira das Ciências Naturais

Ciências Naturais são o conjunto de áreas que estudam as características da natureza e suas leis naturais. Estuda também os fatores naturais, entretanto, sem considerar alterações feitas pelos seres vivos. Dessa maneira, tem foco para os aspectos físicos e não aos comportamentais.

Para as Ciências da Natureza, o homem é apenas um integrante, nesse sentido, não ocupando um lugar especial. Além disso é vulnerável às mesmas regras que todos os acontecimentos físicos, biológicos ou químicos que o restante do universo.

É uma área que, sobretudo, mistura as ciências exatas com as biológicas. Ao mesmo tempo, é um campo muito amplo onde o profissional estuda diferentes métodos para comprovar teorias naturais.

Apareceu lá na era medieval, onde era chamada de “Filosofia Natural”. Logo depois, no início dos tempos modernos, perdeu essa interpretação filosófica e foi substituída por uma abordagem mais científica. Recebeu maior relevância pelos profissionais e instituições a partir do século XIX. Foi onde surgiu o termo Ciências Naturais.

Tem como objetivo, sobretudo, estudar aspectos da natureza. Dessa maneira, torna-se tão importante o estudo das áreas que citamos. Isso porque elas se complementam para que o profissional possa entender o mundo.

Os profissionais estudam os fenômenos físicos, químicos e biológicos e a relação entre eles.

Sobre as áreas estudadas pelas Ciências da Natureza

  • Biologia: estuda a origem, evolução e propriedades dos seres vivos. Tem a ver com tudo o que é associado aos. Algumas das subdivisões: medicina, zoologia, ecologia, bioquímica e botânica;
  • Física: estuda as interações da matéria e energia no espaço e tempo
  • Química: tem seu foco de estudo na composição, estrutura, propriedades e alterações da matéria;
  • Geologia: analisa o interior do globo. Algumas de suas subdivisões: hidrologia, meteorologia e oceanografia;
  • Astronomia: é a ciência dos corpos celestes. Estuda os planetas e estrelas, além dos fenômenos do espaço.

Além disso, as ciências naturais são divididas em dois grupos diferentes:

  • Ciências duras: se refere a sub-campos que dependem de dados quantificáveis e experimentais. Inclui a biologia, a química e a física;
  • Ciências moles: são os campos científicos que precisam de pesquisas qualitativas. Por exemplo, as ciências sociais.

Curso de Ciências da Natureza da Estácio

O curso de Ciências da Natureza da Estácio tem duração de 3 anos e está disponível na modalidade digital (EAD).

O curso habilita o profissional para planejar, organizar, desenvolver pesquisas e atividades interdisciplinares da área de Ciências Naturais. Essas áreas são: Biologia, Física, Química, História e Filosofia das Ciências).

Além disso, o profissional se torna apto a compreender as inter-relações entre as áreas científicas. Dessa maneira, pode avaliar criticamente os aspectos ambientais, tecnológicos, sociais e éticos relacionados à atuação da abrangente área das Ciências da Natureza.

Assim, o estudante aprende a atuar na interpretação e manipulação das diferentes formas de representação do meio ambiente (tabelas, gráficos, mapas, símbolos, equações, imagens). Além de compreender análises químicas, físicas, físico-químicas, químico-biológicas quantitativas e qualitativas.

Pode trabalhar na coleta de dados e exemplares para feitura de análises posteriores; desenvolver pesquisas para criar, desenvolver, compreender e divulgar conhecimento. Dessa maneira, também se torna apto a manipular os métodos clássicos e instrumentais de suas aplicações.

Conheça a grade curricular do curso de Ciências da Natureza da Estácio.

Leia também: 5 profissões que você pode exercer após o curso de Ciências da Natureza

Grade Curricular

A grade curricular do curso de Ciências da Natureza da Estácio é multidisciplinar. Ou seja, engloba disciplinas de diversas áreas de conhecimento.

Oferece uma visão mais ampla e global sobre as ciências naturais, além de conceitos gerais sobre meio ambiente, biodiversidade e geociências. Segue:

  • Anatomia de Animais Básica para o Ensino de Ciências e Biologia;
  • Bases Físicas para o Estudo de Energias;
  • Bioclimatologia;
  • Biocombustíveis e Energias Alternativas;
  • Biofísica;
  • Biogeografia;
  • Biologia Celular;
  • Biologia Forense;
  • Bioquímica;
  • Biotecnologia e Propriedade Industrial;
  • Biotecnologia e Propriedade Intelectual;
  • Botânica;
  • Cartografia Básica;
  • Ciências do Ambiente;
  • Ciências e Educação Ambiental;
  • Climatologia;
  • Diversidade Biológica e Relações Filogenéticas;
  • Ecologia;
  • Ética e Responsabilidade Social;
  • Evolução;
  • Filosofia da Ciência;
  • Filosofia, Ética e Cidadania;
  • Física Teórica I;
  • Físico-Química I;
  • Fundamentos da Física II;
  • Fundamentos da Química Orgânica;
  • Geologia;
  • Geomorfologia Geral;
  • Geoprocessamento Ambiental;
  • Gestão em Recursos Naturais;
  • História da Educação;
  • Hidrologia;
  • História do Pensamento Contemporâneo;
  • História Natural e do Conhecimento Científico;
  • Inovação Tecnológica;
  • Língua Espanhola – Estrutura Básica;
  • Matemática Básica;
  • Metodologia da Pesquisa;
  • Modelagem e Simulação de Sistemas;
  • Museologia;
  • Oficina de Redação em Língua Inglesa: Textos Técnicos;
  • Pedologia e Geopaleontologia para Biologia;
  • Química Ambiental;
  • Química Geral;
  • Sustentabilidade;
  • Teoria da História;
  • Teoria do Conhecimento;
  • Termodinâmica Aplicada à Engenharia de Petróleo;
  • Tópicos em Libras: Surdez e Inclusão;
  • Zoologia de Invertebrados;
  • Zoologia de Vertebrados;

Mercado de trabalho

Por ser uma profissão generalista, o mercado de trabalho para quem estuda Ciências da Natureza é bem amplo. Pode atuar em instituições públicas e privadas onde exija-se um profissional capaz de dominar os conteúdos, leis e princípios das áreas científicas tratadas no curso (História e Filosofia da Ciência, Biologia, Física e Química).

O profissional também pode trabalhar em laboratórios que envolvem as grandes áreas que compõem essas Ciências da Natureza (laboratórios químicos, físicos e biológicos). Além de fazer planejamento e gestão de atividades práticas e de campo que envolvam os recursos naturais.

Outra área de atuação de quem se forma em Ciências da Natureza são as ONG’s, centros de divulgação científica e museus, por exemplo.

O profissional formado em Ciências da Natureza também está capacitado a ministrar aulas, não apenas para o ensino fundamental, como também para o médio nas disciplinas de Ciências e Meio Ambiente. Bem como, é uma carreira que está em crescente demanda.

Nesse sentido, ainda durante sua formação acadêmica, o profissional de Ciências da Natureza pode se especializar em outras áreas como física, química, matemática ou biologia. Dessa maneira, terá capacitação para dar outros tipos de aulas em instituições de educação básica.

Além de atuar como professor, também pode atuar escrevendo e revisando livros e materiais didáticos. Ou ainda, realizando palestras e elaborando planos de conscientização ambiental para grandes empresas.

Salário do profissional de Ciências da Natureza

Uma das carreiras que o profissional de Ciências da Natureza pode atuar, é como professor de Ciências Exatas e Naturais do Ensino Fundamental. Nessa profissão, ganha em média R$ 2.891,75 no mercado de trabalho brasileiro, segundo o site salario.com.br junto a dados oficiais do Novo CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados.

A faixa salarial fica entre um mínimo de R$ 2.150,09 e um teto de R$ 7.543,12. O maior teto salarial está na cidade de Joinville, em Santa Catarina, com um salário de R$ 12.777,29, seguido de São Paulo com R$ 8.765,03 e Rio de Janeiro, com R$ 5.915,29.

Da mesma forma, se dividido por tipo de empresa, o maior teto salarial é de atividades de organizações associativas patronais e empresariais, com R$ 6.323,82. Seguido de atividades de organizações religiosas, com R$ 5.517,08 e no Ensino Médio com R$ 5.151,32.

Tem vontade de estudar sobre o poder da natureza?

Primeiramente, você já viu que precisa gostar de matemática, química, física e biologia! Ao passo que, ter boa comunicação, com objetividade e clareza, também é fundamental.

Se você se interessou pela profissão, não perca mais tempo e garanta já o seu diploma em Ciências da Natureza com a qualidade Estácio. Faça agora mesmo a sua inscrição e veja todas as maneiras de ingresso, inclusive ganhar bolsas de estudo!

Quer saber mais sobre outras profissões? Continue acompanhando no nosso blog.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui