Ser pesquisador no meio acadêmico é uma opção para sua vida profissional, depois de formado na faculdade. O cientista tem papel central na nossa sociedade, ajudando no desenvolvimento humano e tecnológico. Uma forma de auxiliar no registro do trabalho de pesquisadores é o Lattes. Mas você sabe o que é o Lattes?

Essa ferramenta funciona como um currículo, um local onde os profissionais colocam suas realizações acadêmicas, seja como estudante ou pesquisador. Se você participou de um congresso ou fez um artigo, é lá que vai registrar o seu feito.

A plataforma é uma realização do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e concentra um número grande de perfis. Mas você sabe o que consta nesse currículo acadêmico e como produzi-lo? Continue lendo esse texto e saiba tudo sobre a Plataforma Lattes.

MATRICULE-SE EM UM CURSO DE GRADUAÇÃO DE QUALIDADE DA ESTÁCIO!

Leia também: Descubra já como fazer um currículo para o primeiro emprego

Conheça o CNPq

Como você já percebeu, o Lattes é um produto do CNPq, um órgão governamental, criado em 1951, com intenção de incentivar pesquisadores brasileiros e promover a ciência e tecnologia no âmbito nacional e internacional.

Ligado ao Ministério da Ciência, o CNPq atende principalmente os estudantes de nível superior, em especial os de pós-graduação, e professores universitários. Na prática, o órgão oferece bolsas de estudo/recursos para pesquisadores desenvolverem suas produções acadêmicas e implementarem projetos.

No Brasil, as principais produtoras de conteúdo científico são as universidades públicas. De lá saem artigos, TCC’s, teses e dissertações todo o ano. Assim, o CNPq criou a Plataforma Lattes para concentrar tais produções, funcionando como um currículo e um censo. Afinal, a ferramenta também dá estatísticas sobre a produção de pesquisa no Brasil.

O que é o Lattes?

Ok, já entendemos o órgão que criou a ferramenta. Porém, o que é o Lattes? Bom, de forma simples e direta, ele pode ser descrito como um currículo acadêmico. Ou seja, quando você produz um artigo ou projeto, registra sua conquista na plataforma. Assim, lá estão todos os seus feitos, mesmo os mais pequenos. Desde um graduando, até um pós-doutor utiliza a ferramenta.

Porém, além de importante para o pesquisador, o Lattes é a forma mais inteligente de padronizar a vida acadêmica de estudantes e profissionais acadêmicos. Por isso, existem muitos detalhes em cada perfil feito no Lattes.

Por que o Lattes é importante?

Pare para pensar um momento. Quando você quer um emprego, precisa dizer onde trabalhou e no que é bom, certo? O Lattes funciona da mesma forma. Para pedir recursos para projetos ou ser aceito em um curso de mestrado ou doutorado, a pessoa precisa mostrar suas produções.

Assim, fica bem mais fácil se existe uma forma prática e precisa de analisar o currículo, um local com todas as informações. Com isso, o Lattes é seu cartão de visitas como acadêmico e pesquisador e a primeira plataforma analisada por universidades para contratar professores, por exemplo.

Então é importante lembrar que o Lattes é crucial para emprego também, não só para pesquisa. Quem vive da vida acadêmica e precisa ser professor, por exemplo, vai passar por processos seletivos onde esse documento é exigido.

Assim, se o seu sonho é trabalhar na área, esse currículo é fundamental.

Mas afinal, posso utilizar a ferramenta?

Isso depende da sua intenção. Como dissemos, se tem pretensões acadêmicas, ou seja, quer fazer pesquisa ou ser professor, ter um é importantíssimo.

Mas não existe empecilho para fazer o currículo. Mesmo sendo um graduando, a plataforma está aberta para receber o seu perfil.

O que deve ter no currículo?

A ferramenta é bem extensa. Nela, os usuários publicam muitos detalhes, divididos em várias categorias. Primeiramente, você precisa preencher seus dados gerais, como nome, endereço, data de nascimento e cidade.

Depois disso, você inclui todos os feitos acadêmicos da sua vida. Vale muita coisa, desde artigos a participações em congressos nacionais e estaduais. Os idiomas que você fala também devem constar lá. Se tiver um certificado de provas como o TOEFL, melhor ainda.

Abaixo tem uma lista com algumas opções:

  • Apresentações de seminários;
  • Artigos publicados;
  • Capítulos em livros;
  • Coautoria em artigos;
  • Entrevistas;
  • Participação em bancas de TCC;
  • Participação em eventos e congressos;
  • Projetos de extensão e pesquisa em universidades;
  • TCC;
  • Textos em revistas científicas.

Se você não tiver todas essas opções, não tem problema. Todo mundo começa um dia e muitas delas nem são obrigatórias. Vai acrescentando seus méritos e não esquece de incluir os certificados e diplomas feitos ao longo do tempo.

Aliás, não esquece de atualizar com frequência. O ideal é sempre tentar alguma coisa nova depois de completar um desafio. Assim que tiver feito um curso ou participado de uma roda de conversa, acrescente no currículo.

Sobre mim

Uma coisa legal é fazer um bom texto no segmento “Sobre mim”. Nele, você vai expor toda a sua vida acadêmica de forma bem objetiva.

Apesar de ser algo rápido, dê destaque para as suas experiências mais interessantes e importantes. Com isso, a universidade ou órgão regulador que quiser te contratar vai ter uma noção boa dos seus feitos, sem precisar detalhar tanto o seu currículo.

E uma boa primeira impressão sempre é legal.

Como criar um Lattes?

Deu pra ver como a plataforma é importante, não é? Pensando em te ajudar, preparamos um passo a passo, bem tranquilo de acompanhar. Ele vai te ajudar a criar um perfil e colocar as informações.

  1. Acesse o site do Lattes;
  2. Clique na opção “Cadastrar novo currículo”;
  3. Crie seu login e senha;
  4. Coloque seus dados como eles estão na Receita Federal;
  5. Insira seu endereço. Pode ser o residencial ou profissional;
  6. Informe sua formação acadêmica;
  7. Coloque os dados da instituição onde trabalha;
  8. Não esqueça de colocar sua área de atuação e nível de fluência em idiomas;
  9. Após isso, você vai submeter seu currículo. Depois de um dia ele estará na plataforma;
  10. Com isso, vai conseguir colocar suas informações acadêmicas.  

Você também tem a opção de imprimir o seu currículo ou salvar em formato PDF. Para isso, é só clicar no ícone da impressora, no canto esquerdo e escolher as opções que devem ser mostradas, como “Atuação Profissional” e “Formação”. Depois disso, é só confirmar.

Mas e o Currículo Vitae, qual a diferença?

Já deu de perceber a intenção do Lattes: ser um local para seus feitos acadêmicos. Porém, existe outra opção de currículo, muito conhecida no mercado de trabalho, o Vitae.

Ele é um documento com informações sobre um candidato a emprego. Nele estão dados semelhantes, como a formação acadêmica do candidato.

Porém, no Vitae aparecem outras informações, mais focadas em destacar a experiência profissional da pessoa. Nele, você coloca seus empregos, atividades complementares e seu nível em vários idiomas. Assim, não precisa informar questões como os artigos científicos escritos para uma revista ou participações em congresso.

O foco no Vitae é garantir um emprego fora da área acadêmica. Se você quiser ser advogado por exemplo, vai focar muito mais onde trabalhou e os casos em que participou, não é?

Aliás, nada impede ter os dois. Você pode produzir um perfil mais profissional para o mercado de trabalho e outro com informações acadêmicas.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO NA PÓS-GRADUAÇÃO DA ESTÁCIO E CRESÇA NA CARREIRA

Leia mais: 4 dicas para valorizar um curso de pós-graduação no seu currículo

O mundo acadêmico te espera!

Fazer ciência e pesquisa é um desafio, mas também uma área profissional com muitas possibilidades. Já pensou viajar para outros países e realizar estudos interessantes? A vida acadêmica lhe proporciona esse tipo de experiência.

Porém, é um caminho árduo. Precisa estudar bastante e ser dedicado às demandas. Mas ter uma ferramenta como o Lattes ajuda muito. Com ele você vai criar um portfolio para apresentar às universidades e conseguir recurso para seus estudos.

Possuir um bom currículo acadêmico aumenta as suas chances de se tornar um cientista respeitado e um profissional gigante no mercado.

Com o nosso texto, ficou bem fácil de entender a plataforma e os itens necessários para fazer seu perfil. Agora é com você! Não esqueça de continuar acessando o nosso blog e todas as novidades que postamos por aqui!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui