Incentivo para estudar: estratégias para ter sucesso com o apoio da sua empresa

Se você sente que tem potencial para render muito mais no seu emprego ao fazer um curso de graduação, por que você não pede um incentivo para estudar para a sua empresa? Sendo um colaborador que entrega bons resultados e se diferencia em relação aos colegas, é possível que a empresa queira investir em você. Hoje, para qualquer companhia, é mais vantajoso investir na retenção de talentos do que buscar profissionais qualificados no mercado de trabalho.

Isso acontece porque, para começar, a busca por novos talentos custa dinheiro, sem contar que novos funcionários, por mais qualificados que sejam, precisam de um tempo de adaptação para que possam entrar na rotina de trabalho e se adequar à cultura da companhia. Além disso, ao oferecer incentivo para estudar, as empresas também preparam os seus melhores funcionários para cargos de confiança. Confira abaixo como mostrar o seu valor para os seus gestores e algumas dicas para conciliar as rotinas de trabalho com a faculdade.

Quando uma empresa decide oferecer incentivo para estudar aos seus colaboradores

Geralmente, para um funcionário solicitar auxílio no pagamento das mensalidades de um curso superior ele precisará, antes de mais nada, mostrar o quanto está comprometido com o trabalho e com o futuro da companhia. Também será importante, nesse processo, mostrar como aquela formação poderá ajudá-lo a contribuir mais com a organização e que os estudos não vão prejudicar o seu desempenho profissional.

Ficou interessado em pedir um incentivo para estudar? Então confira algumas dicas que preparamos para você e que poderão auxiliá-lo a convencer a sua empresa a pagar o seu curso superior.

Primeiramente, será importante você lembrar o seu gestor que fazer um curso superior é algo vantajoso para o colaborador e para a empresa. Na verdade, para conseguir um incentivo para estudar e auxílio no pagamento das mensalidades, será necessário mostrar isso ao seu empregador. Afinal, o capital intelectual já é reconhecido como uma das partes mais importantes da companhia e investir nele é investir no próprio negócio.

Veja outras dicas que poderão ajudar você a conseguir um incentivo para estudar:

1. Mostre o seu valor para a companhia

O investimento em pessoas não é muito diferente dos aportes financeiros, ou seja, o investidor precisa confiar que terá algum retorno. Por isso, é muito mais fácil conceder incentivo para estudar às pessoas que se mostram importantes para o dia a dia da empresa.

Tenha um alto desempenho em suas atividades e seja admirado por gestores e colegas. Assim será mais fácil conquistar esse auxílio que você tanto deseja. Além disso, mostre que você tem vontade de crescer dentro da companhia e que usará o seu diploma para isso.

2. Liste as vantagens que a faculdade trará para a sua rotina

Se você busca em sua empresa um incentivo para estudar, deve escolher um curso que possa aprimorar sua atuação ou que o capacite para a área que você almeja dentro da companhia. Confira a grade curricular do curso que você deseja fazer e mostre como as disciplinas farão com que você tenha mais domínio nas atividades que você desempenha.

3. Estude muito

Depois de conquistar o auxílio para estudar, faça ele valer a pena. Tire notas boas e utilize em seu dia a dia profissional o que aprender na graduação. Ainda que a companhia concorde em ajudá-lo a pagar a universidade desde a primeira fase, você provavelmente precisará ter um bom desempenho para manter o benefício. Focar em bons resultados também fará com que você aprenda mais e se destaque na sua profissão.

Algumas dicas para conciliar as rotinas de trabalho e os seus estudos

Conseguiu convencer a sua empresa a ajudá-lo com as mensalidades do seu curso de graduação ou de pós-graduação? Bem, o desafio não acaba por aí. Conciliar as rotinas de trabalho e os estudos também não será fácil e você não poderá deixar o seu desempenho no emprego cair, uma vez que o incentivo para estudar está vindo da companhia.

Conheça algumas estratégias que poderão ajudar você nesse momento de aperfeiçoamento e de melhoria no seu desempenho profissional:

1. Escolha a modalidade de educação a distância

Essa opção é uma ótima alternativa para quem trabalha muitas horas durante o dia e decide fazer uma graduação. No curso EaD, será possível fazer os seus próprios horários e assistir às aulas quando você tiver mais tempo disponível.

Não importa se você tem disponibilidade maior de manhã cedo, antes do expediente, de madrugada ou apenas nos fins de semana. Com um curso EaD você conseguirá estudar de uma maneira que seria impossível em uma faculdade presencial.

2. Saia de casa com a mochila preparada

Se você optou por um curso presencial, tente conciliar os horários para não precisar voltar para casa. Por exemplo: se o seu expediente é apenas a partir da tarde, matricule-se no período matutino e vá para o trabalho logo depois das aulas. Já se você trabalha em horário comercial, leve sua mochila preparada com os livros e lanches para ir direto para a faculdade. Isso poupa tempo, evita gastos e estresse com deslocamentos adicionais.

3. Vire o louco da organização

Quando você tem muitas atividades para fazer no seu dia a dia – como é o caso de quem trabalha e estuda –, é mais fácil de acabar esquecendo algo importante. Para evitar que isso aconteça, tente se organizar melhor do que nunca: escreva tudo o que você precisa entregar em uma agenda física ou utilize os calendários online, como os disponibilizados pelo Google ou nas plataformas de gestão de tarefas como Trello e Asana.

Se este material foi útil para você, provavelmente você irá aproveitar vários conteúdos do nosso blog. Fique de olho e não perca informações sobre carreira, vestibulares, bolsas de estudo e mercado de trabalho. Até o próximo material!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *