Se você já usou algum aplicativo de celular que te dá recompensas quando você atinge algum patamar, ou tem, por exemplo, uma barra de progresso pra mostrar a sua evolução em alguma tarefa, você utilizou um recurso chamado gamificação. A gamificação permite a utilização de elementos lúdicos, ou seja, que servem para divertir, em contextos sérios. Para quem tem interesse, há graduações específicas para essa área.

Um outro exemplo da utilização desse recursos é o app de um banco: é um produto sério mas que pode utilizar vários recursos relativos aos games. Em outras palavras, ela está presente no nosso dia-a-dia muito mais do que conseguimos perceber.

Quem é responsável por executar esses processos de gamificação é o profissional que estuda jogos digitais. A Estácio oferece um curso de graduação nessa área para quem estiver interessado no mercado.

Dessa maneira, se quiser saber mais sobre esse assunto, continue acompanhando!

MATRICULE-SE NO CURSO DE JOGOS DIGITAIS OFERECIDO PELA ESTÁCIO

Leia também: Jogos digitais: conheça o mercado para os profissionais da área

O que é gamificação

Gamificação é uma palavra americanizada. Ela vem de gamification, que é o uso das características de jogos para facilitar a utilização ou aprendizado em situações reais. Essa metodologia tem como objetivo criar um engajamento de quem usa o produto. Dessa maneira, é possível mensurar mais facilmente os resultados de uma ação.

O processo de gamificação consiste em envolver um conjunto de regras e recompensas para o usuário do produto. Cada instituição define as suas características, baseados em sua cultura. Desse modo, gera motivação e sinergia na execução de diversas tarefas, não apenas as do dia-a-dia, como também aquelas que são mais desafiadoras.

Muitos recursos da gamificação são utilizados para tornar atividades menos massantes. Transformar tarefas cotidianas em games parece fazer ficar tudo bem mais divertido, não é mesmo? E esse é o objetivo desse processo.

Dessa maneira, uma gamificação muito utilizada hoje em dia é na área da educação e já existem muitos aplicativos para esse fim. Um exemplo é o Duolingo, que utiliza esse recurso para ensinar idiomas.

E como reconhecer quando estamos utilizando um produto gamificado?

Alguns recursos usados na gamificação

Alguns recursos bastante utilizados na gamificação são os seguintes:

Barra de Progresso

A barra de progresso é um recurso muito utilizado na gamificação. É ela que mostra o quanto já conquistamos naquele jogo. Nos dá uma sensação de motivação.

No caso de aplicativos de educação, por exemplo, as barras de progresso podem indicar quanto do curso já foi concluído, ou quantas aulas foram assistidas.

Moeda própria

Também serve para motivar, afinal, quem não quer conquistar os pontos e ter mais “dinheiro” dentro do jogo? Além disso, esse tipo de recurso também pode gerar fonte para a empresa que utiliza, se for esse o objetivo.

Mais interessante ainda quando o usuário pode trocar as moedas por prêmios reais. Isso acontece muito em aplicativos de supermercados ou lojas, onde você junta “pontos” e depois troca por mercadorias.

Recompensas

É a melhor parte da gamificação. Afinal de contas, quem não quer ganhar o “prêmio”? Mesmo que ele seja totalmente virtual. A recompensa encoraja e motiva.

Em um app de educação, o prêmio pode ser uma estrela ao completar um número específico de aulas, ou uma medalha quando tira uma nota boa na prova. Tudo é válido na gamificação.

Classificação

Assim como a recompensa, uma tabela de classificação que mostra os melhores usuários também é uma ferramenta que tem como objetivo motivar. Tornar o trabalho competitivo traz diversos benefícios, como eficiência no aprendizado, por exemplo.

Entretanto, o ideal é mostrar sempre o topo da tabela e não a base. Em outras palavras, melhor exaltar os melhores que expor os piores, gerando desmotivação.

Jogos reais utilizados dentro da gamificação

Por mais que gamificação e aprendizado baseado em games sejam coisas diferentes, podemos usar os jogos reais dentro da gamificação com o intuito de otimizar a experiência de aprendizado.

Essa inserção pode ser feita através de um quiz ou exercício, tornando o estudo mais produtivo. Enfim, como já mencionamos, quem atua nesses processos de gamificação é o profissional de jogos digitais. Vamos falar um pouco dessa carreira.

Leia também: Cursos tecnológicos: 4 cursos na Estácio para trabalhar com TI

O que são jogos digitais

Quem trabalha como jogos digitais, pode trabalhar em diversas áreas. As mais conhecidas são as de entretenimento, como a criação de jogos para computadores ou videogames.

O profissional que atua nessa área, tem conhecimento para poder executar todas as fases do processo de produção de um jogo. Essas são: conceituação, roteirização ou criação de narrativa, projeto técnico (também conhecido como game design), cenários, personagens, modelagem e, quando for aplicável, animação 3D.

Além disso, ele também term habilidade de fazer o level design, que é o planejamento do funcionamento de cada fase do jogo.

Entretanto, estamos falando hoje de outra área muito utilizada pela comunicação, que é a gamificação. Dessa maneira, a aplicabilidade da produção de jogos digitais nessa área é diversa, por exemplo o meio corporativo e educacional. Esses são conhecidos como os Serious Games, ou seja, “Jogos Sérios”.

E se você quer seguir carreira em jogos digitais, deve investir em uma boa qualificação profissional, além de investir em um curso de inglês e estudo de novas tecnologias.

Dessa maneira, fazer um curso de jogos digitais é imprescindível. A Estácio tem um curso de qualidade nessa área. Conheça agora.

Curso de Jogos Digitais Estácio

Com duração de 2 anos e meio, presencial ou EAD, o curso de Jogos Digitais tem como objetivo capacitar o profissional a atuar em empresas de desenvolvimento de jogos, assim como agências de publicidade.

O curso é de tecnologia, ou seja, tem um tempo menor de duração e é voltado para o mercado de trabalho. Sendo assim, as disciplinas são mais práticas e você já sai preparado para os desafios da profissão.

O curso começa com as matérias básicas que apresentam aos alunos conteúdos comuns a todas as áreas de atuação de Tecnologia da Informação. Dessa maneira, eles podem construir uma base do que será um futuro profissional da área de Jogos Digitais.

Uma das características do curso é ensinar abordando as diferentes tecnologias existentes. Dessa forma, o aluno pode assimilar de forma prática o desenvolvimento de Jogos Digitais dos mais diversos tipos desde Advergames até Wargames.

Grade Curricular

A grade curricular é distinta para cursos EAD e Presencial. Algumas disciplinas são ministradas nas duas modalidades:

EAD

  • Fundamentos de Sistemas de Informação;
  • Multimídia para Internet;
  • Organização de Computadores;
  • Tecnologias Web;
  • Introdução a Programação;
  • Linguagem de Programação;
  • Manipulação de Imagens Digitais;
  • Planejamento de Carreira e Sucesso Profissional;
  • Computação Gráfica;
  • Desenvolvimento de Jogos Digitais I e II;
  • Engenharia de Usabilidade;
  • Ética e Responsabilidade Social;
  • História dos Povos Indígenas e Afrodescendentes;
  • Modelagem para Jogos Digitais;
  • Publicidade e Multimeios;
  • Computação em Nuvem;
  • Cultura Empreendedora;
  • Gestão de Projetos para TI;
  • Informática e Sociedade;

Presencial

  • Arquitetura de Computadores;
  • Introdução à Programação Estruturada em C;
  • Introdução à Segurança da Informação;
  • Banco de Dados;
  • Desenvolvimento Web em HTML5, CSS, Javascript e PHP;
  • Paradigmas de Linguagens de Programação em Python;
  • Pensamento Computacional;
  • Língua Portuguesa;
  • Manipulação de Imagens Digitais;
  • Mercado Cultural, Formatos de Captação e Parcerias;
  • Programação Orientada a Objetos em Java;
  • Desenvolvimento de Jogos 2D;
  • Direito Cibernético;
  • Modelagem 3D;
  • Programação e Síntese do Som;
  • Desenho de Ilustração e Rendering;
  • Desenvolvimento de Jogos 3D;
  • Planejamento de Mídia e Redes Sociais;

EAD e Presencial

  • Fundamentos de Redes de Computadores;
  • Fundamentos de Jogos Digitais;
  • Cenários, Roteiros e Personagens;
  • Design de Jogos;
  • Programação e Animação;
  • Inteligência Artificial Aplicada a Jogos Digitais;
  • Programação para Dispositivos Móveis;
  • Tópicos em Libras: Surdez e Inclusão.

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho nessa área hoje já é superior que a do cinema. Dessa maneira, o profissional formado em Jogos Digitais encontra oportunidade em diversos setores, desde educação até saúde.

Existem oportunidades para esse profissional em departamentos de TI de empresas privadas, fábricas de software e órgãos públicos. Além disso, pode também trabalhar como um consultor autônomo.

E, como já mencionamos na matéria, uma das grandes áreas que estão em alta para esse profissional é a Gamificação como forma de comunicação.

Enfim, venha garantir um diploma de qualidade na Estácio. Faça já sua inscrição.

Acompanhe mais informações sobre cursos, bolsas, mercado de trabalho, assim como dicas no blog da Estácio.