Você gosta de passar a maior parte do seu tempo com pessoas, pensa em trabalhar em algo que permita o olho no olho, vai bem nas disciplinas de Ciências Biológicas e tem interesse na área da saúde? Então a faculdade de Fisioterapia é perfeita para você!

O fisioterapeuta é o responsável por evitar ou tratar lesões e por recuperar movimentos de pacientes. Além disso, ele pode trabalhar no desenvolvimento de crianças com problemas motores. Atualmente, a atividade desse profissional tem recebido maior evidência com o trabalho desenvolvido nos estúdios de pilates. Nesses locais, o fisioterapeuta auxilia quem quer melhorar a postura, alongar-se e melhorar o desempenho físico. Neste post, vamos mostrar os ramos em que os fisioterapeutas podem atuar, como está o mercado de trabalho para essa profissão, qual perfil deve ter alguém que quer fazer faculdade de Fisioterapia e como ingressar no curso.

Descubra se a faculdade de Fisioterapia é a melhor alternativa para você!

Tudo o que comentamos antes sobre o trabalho do fisioterapeuta chamou a sua atenção? Então você já está com um “pezinho” nesse curso, pode apostar. Mas, antes de fazer a sua inscrição nesse curso, que tal saber um pouco mais sobre essa graduação e sobre o mercado de trabalho para quem atua nessa área?

Em quais áreas alguém formado na faculdade de Fisioterapia pode atuar?

São inúmeras as opções de atuação para um fisioterapeuta. Esse é um dos motivos que fazem essa faculdade estar em alta.

O profissional formado na faculdade de Fisioterapia pode atuar de forma clínica, em consultórios, centros de reabilitação, hospitais, consultórios próprios e clínicas; com saúde pública, trabalhando na vigilância sanitária ou com fisioterapia do trabalho, por exemplo; no tratamento de pacientes dentro de suas casas; e com educação, em pesquisa, extensão, direção e coordenação de cursos, entre outras funções.

O fisioterapeuta também pode se especializar em ramos específicos, como saúde da mulher, dermatofuncional, fisioterapia no trabalho, neurologia adulta e pediátrica, ortopedia e traumatologia, cardiologia e pneumologia, terapia intensiva e gestantes.

Como está o mercado de trabalho para o fisioterapeuta?

De acordo com uma pesquisa da Catho, a média salarial de um fisioterapeuta é de R$ 2,2 mil para uma jornada de 30 horas por semana. Esse valor, certamente, é pago para quem está começando a carreira. Já segundo o site salario.com.br, que trabalha com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), em 2019 um profissional que atua como fisioterapeuta geral ganha, em média, R$ 2.605,89. O teto salarial recebido por esse profissional, segundo o mesmo site, é de R$ 3.938,11.

Apesar de existirem diversos campos de atuação, também há muitos profissionais formados na faculdade de Fisioterapia no Brasil. Segundo o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito), o País tem 243.644 fisioterapeutas registrados.

Diante desse número, o mais indicado para os fisioterapeutas que querem se destacar no mercado é investir em cursos de especialização e pós-graduação. Como em qualquer área da saúde, a atualização do profissional deve ser constante, então a participação em palestras e cursos livres também conta pontos para que o fisioterapeuta possa se destacar no mercado e proporcionar o melhor tratamento possível aos seus pacientes.

Como é o perfil do estudante da faculdade de Fisioterapia?

Gostar de ter contato e proximidade com as pessoas é uma característica que fará a maior diferença para você saber se tem ou não perfil para a faculdade de Fisioterapia. Como o seu trabalho dependerá desse contato direto, é fundamental que você tenha essa característica para desempenhar a sua função após formado.

Além disso, o estudante interessado em Fisioterapia precisa ter afinidade com disciplinas como biologia e química durante o ensino médio, já que essas disciplinas serão a base da sua formação na faculdade de Fisioterapia.

As características de resiliência e de persistência também são importantes. Isso porque, como profissional da Saúde, o fisioterapeuta muitas vezes pode se sentir frustrado ao não conseguir alcançar os resultados esperados com alguns pacientes.

Quais as principais disciplinas do curso?

Agora que você já identificou se tem perfil para seguir carreira na Fisioterapia, é hora de saber mais sobre o que se aprende nesse curso de graduação. Entre as disciplinas que compõem a faculdade de Fisioterapia da Estácio estão as seguintes:

  • Anatomia Sistêmica;
  • Bioquímica;
  • Genética;
  • Biologia Celular;
  • Imunologia Básica;
  • Fisiologia Humana;
  • Anatomia do Aparelho Locomotor;
  • Biofísica;
  • Psicomotricidade;
  • Fisioterapia na Saúde da Família;
  • Patologia Básica;
  • Recursos Terapêuticos Manuais;
  • Fisiologia do Exercício;
  • Fisioterapia em Ortopedia e Traumatologia;
  • Fisioterapia na Saúde do Idoso;
  • Estudos de Exames por Imagens;
  • Farmacologia;
  • Fisioterapia em Dor;
  • Fisioterapia Esportiva;
  • Fundamentos da Estatística;
  • Fisioterapia Cardiovascular.

Como ingressar na faculdade de Fisioterapia?

Se você está fazendo ensino superior pela primeira vez, existem duas formas de entrar na faculdade de Fisioterapia da Estácio: através do Vestibular Estácio ou utilizando a sua nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além dessas formas de ingresso, é possível entrar no curso através de transferência externa, caso você esteja estudando em outra instituição, ou de forma direta, sem necessidade de vestibular, caso você esteja procurando uma segunda graduação.

Para facilitar o seu ingresso na faculdade de Fisioterapia, a Estácio oferece vantagens como o parcelamento facilitado, o PAR, com juro zero e sem necessidade de fiador, além de diversas oportunidades de bolsas de estudo. Visite a unidade mais próxima de você e verifique as opções disponíveis ou acesse o site da Estácio para tirar as suas dúvidas. Não deixe de aproveitar a ida ao campus para conferir de perto como é a faculdade de Fisioterapia, conhecendo os laboratórios e toda a infraestrutura oferecida para esse curso.

E aí, conseguiu identificar se a faculdade de Fisioterapia é a ideal para você? Saiba que não há motivos para ter pressa na escolha do seu curso. O mais importante é que você encontre uma profissão com a qual você realmente se identifique. E, caso isso não ocorra na primeira tentativa, sempre dá tempo de mudar ou mesmo de fazer uma segunda graduação.

Acompanhe o nosso blog e leia mais sobre os diferentes cursos que a Estácio oferece. Saiba mais também sobre processos seletivos e mercado de trabalho para as diferentes profissões – isso tudo poderá ajudá-lo a se decidir. Esperamos você no próximo post!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui