Seja qual for o momento em que você se encontra na sua vida e em sua carreira, buscar se especializar e estudar é essencial! Mas nessas horas, se você está procurando aprender um novo ofício, bate sempre aquela dúvida: curso técnico ou faculdade?

Seja se você acabou de sair do Ensino Médio ou já tem uma carreira consolidada e quer descobrir novos caminhos, um curso técnico ou uma graduação podem ser instrumentos importantes para se colocar no mercado de trabalho.

Assim como qualquer formação, o importante é estar atento aos seus objetivos. Acima de tudo, é importante ter em mente que tanto um curso técnico quanto uma faculdade possuem prós e contras. Desde já, é importante acrescentar que o melhor caminho deve se basear nos seus objetivos pessoais.

Continue lendo que te ajudamos a descobrir qual a melhor alternativa para você.

Leia também: 6 motivos para entrar na faculdade assim que terminar o ensino médio

Conhecendo seus objetivos

Por mais que pareça uma resposta simples, nem sempre temos clareza sobre quais são os nossos objetivos quando queremos iniciar um curso. Nesse sentido, é importante apontar para algumas questões essenciais que te ajudam a traçá-lo.

Quais são as minhas áreas de interesse?

Enquanto a pergunta sobre um curso técnico ou uma graduação fica em aberto, é natural que você venha a pensar no que você mais quer aprender, mas a resposta nem sempre é levada em conta. Isso porque alguns fatores podem sobressair na escolha, como a remuneração e o tamanho do mercado de trabalho.

Porém, mesmo que esse outros fatores sejam essenciais, é importante ter em vista que o curso que que mais pode te ajudar a impulsionar a sua vida profissional é justamente aquele com que você tem mais afinidade. Não considerar isso pode te levar à desistência e a uma vida profissional infeliz.

Tenho pressa para entrar no mercado de trabalho

Juntamente com os seus interesses, a resposta para essa pergunta pode te ajudar a escolher entre uma faculdade ou curso técnico. Isso porque uma das diferenças primordiais entre um e outro é a duração da formação.

Porém, essa não pode ser a resposta que definirá seu caminho. É necessário também pensar nas vantagens que o curso irá te trazer, e nem sempre o caminho mais curto é o mais vantajoso.

O que vai contar mais para o meu currículo?

Ao contrário do que se pensa, nem sempre a faculdade é o que mais te dá pontos no currículo. Isso porque os cursos técnicos podem ser mais focados para o exercício de uma profissão, garantido uma preferência em certos currículos.

Porém, por exigir menos qualificação, a maioria dos cursos técnicos te levam a carreiras em profissões com menores salários. Assim, na hora de escolher entre uma faculdade ou um curso técnico, é importante analisar o que mais conta para conseguir um emprego ou subir de nível na área desejada.

Leia também: Tecnólogo é curso superior? Veja as diferenças das outras graduações

Curso técnico ou faculdade: quais as principais diferenças?

A princípio, as principais diferenças entre uma graduação e um curso técnico estão na duração do curso e no foco profissional. Porém, não para por aí.

Acima de tudo, o nível de conhecimento de um curso técnico é muito diferente de uma graduação ou pós-graduação em uma faculdade. Isso acontece porque os cursos técnicos voltam-se muito para o exercício de uma profissão única, enquanto a faculdade te prepara para toda uma área de atuação.

Para te ajudar a entender um pouco melhor, selecionamos as principais características de uma faculdade e de um curso técnico. Confira!

Quais as características de uma faculdade?

Os cursos em uma faculdade costumam ser bastante abrangentes e envolvem o conhecimento teórico e prático sobre os vários ramos de atuação na área em que o curso está inserido. Por isso, uma graduação costuma ser mais longa do que um curso técnico.

Atualmente, um curso superior em uma faculdade é bastante valorizado no mercado de trabalho, que está cada vez mais competitivo. Confira as principais características de uma faculdade:

  • Ensino amplo sobre todas os campos de conhecimento da área escolhida, possibilitando a escolha para as mais diversas profissões relacionadas;
  • Geralmente, os cursos em uma faculdade são mais longos do que um curso técnico, podendo variar de 2 a 6 anos, como é o caso do curso de Medicina;
  • Possibilidade de aumento da rede de contatos profissionais;
  • Garantia de qualificação para atuação profissional;
  • Melhores remunerações depois da conclusão do curso;
  • Possibilidade de continuidade de formação, por meio de pós-graduações e especializações.

Além de entender essas características, é preciso estar atento às três modalidades de curso em faculdades: bacharelado, licenciatura e tecnólogo.

  • Bacharelado: O objetivo dessa modalidade é formar um profissional generalista, com conhecimentos sólidos nos mais variados campos relacionados à formação. Esse tipo de curso é oferecido no formato presencial e EAD;
  • Licenciatura: Esse tipo de curso tem como objetivo formar professores e educadores. É destinado aos profissionais responsáveis pela formação de crianças e adolescentes em escolas públicas ou particulares no Ensino Fundamental ou Médio;
  • Tecnólogo: Essa modalidade é mais recente e também é considerada de nível superior, com duração máxima de três anos. Esses cursos são mais voltados ao mercado de trabalho e se destinam a áreas específicas.

Quais as principais características de um curso técnico?

Diferente de uma graduação, os cursos técnicos são de nível médio. Essa é a principal desvantagem deles em relação aos cursos oferecidos em uma faculdade. Assim, esse tipo de formação não permite um avanço de qualificação, como a possibilidade de uma pós-graduação, por exemplo.

Trata-se de uma profissionalização. Confira as principais características de um curso técnico.

  • Ensino voltado à profissionalização, geralmente a um ofício específico;
  • Tem duração média de dois meses a três anos;
  • Pode ser feito junto do ensino médio, possibilitando uma visão sobre uma área, ajudando na escolha de uma graduação, por exemplo;
  • De nível médio, portanto não é considerado uma graduação, reduzindo as possibilidades na continuidade de capacitação.

Atualmente, os cursos técnicos são oferecidos em três modalidades diferentes. São elas:

  • Curso técnico integrado: Esse tipo de curso é oferecido em escolas técnicas, onde é possível fazê-lo junto do Ensino Médio, com uma carga horária diferenciada. É uma boa opção para quem está tentando ingressar direto no mercado de trabalho, ou procurando aprender mais sobre uma área antes de escolher uma graduação;
  • Curso técnico concomitante: Nessa modalidade você pode fazer o Ensino Médio em uma instituição durante um período e o curso técnico em contraturno; 
  • Curso técnico profissionalizante ou subsequente: Essa modalidade é para quem já concluiu o Ensino Médio e tem duração máxima de dois anos, dividido em módulos.

Como escolher o melhor pra mim?

Agora que você já consegue visualizar o seu objetivo e entender as principais características de uma faculdade e um curso técnico, ficou mais fácil de escolher.

Mas para tomar a decisão mais acertada, é preciso procurar a melhor instituição de ensino. A Estácio é uma ótima opção! Além de cursos muito bem conceituados, agora o sonho de uma faculdade ficou ainda mais fácil.

Com a promoção #Estáciotápago, você pode conseguir descontos de até 70% da mensalidade no primeiro ano e 50% nos anos seguintes. Não dá pra perder uma oportunidade dessas.

Para saber mais sobre o programa e a Estácio, clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui