As principais empresas do mundo adotam a nomenclatura C-Level para designar seus principais executivos. Na prática, eles são os chefes de departamento e possuem conhecimentos técnicos importantes, assim como a capacidade de gestão de pessoas e de estratégias.

Com isso, os C-Level são primordiais dentro de uma empresa e costumam ser os cargos com maior responsabilidade e salário. Não à toa é o sonho de muita gente se tornar CEO ou CFO. Apesar disso, o caminho costuma ser longo e trabalhoso para esses profissionais.

Quer saber mais? Continue lendo o texto e entenda as funções dos trabalhadores e quais cargos encaixam na categoria. Por fim, vamos te dar dicas de cursos que podem ajudá-lo a seguir carreira como um dos executivos mais importantes. Vamos lá?

MATRICULE-SE EM UM CURSO DE GRADUAÇÃO DE QUALIDADE DA ESTÁCIO!

Leia também: DevOps Estácio: conheça o curso ideal para desenvolvedores

O que faz um C-Level?

De forma geral, são os chefes dos principais departamentos de uma empresa, geralmente de médio e grande porte. A letra “C” do termo se refere a palavra em inglês “chief”, a qual significa “chefe”. Dessa forma, os diretores, presidentes ou vice-presidentes seriam os C-Level dentro de organizações.

A principal função desses profissionais é garantir que as estratégias e operações da empresa estejam alinhadas com os planos estabelecidos. Assim, cada setor deve definir as bases de atuação, seguindo o pré-determinado pelo alto escalão de uma companhia.

Na prática, os C-Level são estrategistas e gestores. São os responsáveis por pensar em planos, ações e por liderar as equipes do segmento onde são diretores. Por isso, a posição exige pessoas sem medo de tomar decisões difíceis e com capacidade de aguentar uma pressão grande de trabalho.

Com tudo isso, é fácil entender porque são os profissionais mais bem pagos. Eles fazem a companhia funcionar corretamente, trabalham muito e são bem recompensados. Por essas e outras, o sonho de muita gente é se tornar um CEO.

Principais cargos C-Level

Para ficar mais fácil a compreensão do que são esses cargos, é bom destrincharmos os principais, abordando as funções de cada um. Porém, nem todas as empresas adotam essa nomenclatura, pois ela tem origem no setor empresarial americano.

Dessa forma, pode ser que você encontre pessoas com cargos parecidos, mas com nomes diferentes para a sua atuação. Confira a seguir os principais C-Level:

Chief Executive Officer (CEO)

Esse pode ser traduzido como Diretor Executivo. É o cargo mais importante dentro de uma empresa e é também a nomenclatura mais popular. Isso ocorre porque o CEO costuma ser a principal figura de empresas. Um exemplo é o CEO da Tesla, Elon Musk. Você com certeza já ouviu esse nome ou conhece pelo menos um pouco da pessoa.

O Diretor Executivo é o responsável por gerir a empresa e definir as principais estratégias, de forma geral. Ele é a base onde todos os departamentos se sustentam e sua liderança é o principal guia de ações em uma companhia. Por isso, cada área da empresa reporta suas atividades ao CEO.

Chief Operating Officer (COO)

Considerado o segundo no comando, o COO olha para a parte prática do trabalho. Enquanto o CEO é o mestre estrategista, o COO foca na rotina e nos trabalhos práticos da operação. Com isso, ele supervisiona o dia a dia e passa aos funcionários os planos e ações definidas pelo Diretor Executivo.

Apesar disso, é comum algumas empresas unirem os trabalhos do COO com o do CEO, ampliando sua importância na cadeia produtiva.

Chief Financial Officer (CFO)

É o chefe do departamento financeiro. Ele domina todos os conhecimentos técnicos relacionados ao dinheiro dentro de uma empresa e gerencia em ampla escala os recursos e como eles serão gastos – ou não.

Chief Marketing Officer (CMO)

Grandes empresas precisam de uma boa reputação e visibilidade para crescerem ainda mais. Aí entra o Chefe do Departamento de Marketing, responsável por criar estratégias para atração de clientes e por desenvolver a marca nas redes sociais e outras plataformas.

É comum o CMO também ser tratado como CMSO, com o “S” se referindo ao termo em inglês para vendas. Nesse caso, além do marketing, o profissional também traças as estratégias de venda de mercadorias/serviços.

UTILIZE SUA NOTA DO ENEM PARA ENTRAR EM UM CURSO DA ESTÁCIO!

Saiba mais: Gestão em e-commerce Estácio: veja o que estuda e o mercado

Como se tornar C-Level?

Depende muito da sua formação. Como deu de perceber, cada departamento exige estudos e competências diferentes para chegar no mais alto cargo. Um exemplo simples é o CMO. Para chegar onde está, o profissional precisou estudar muito sobre Marketing e provavelmente possui muita experiência na área.

Apesar disso, ser um C-Level exige mais conhecimentos. O executivo deve ter mente estratégica, bom tato com pessoas e ter uma boa visão de mercado. Além do mais, gostar da cultura organizacional de uma empresa e de fazer a gestão estratégica é bem importante também.

Nesse caso, é bom apostar em graduações ou especializações na área de Administração ou Gestão Comercial. Você também pode desenvolver conhecimentos no segmento de Gestão de Pessoas, assim como Economia e Engenharia de Produção.

No fim, tudo depende da sua trajetória e do funcionamento da própria empresa. Gostou do nosso texto? Continua lendo as produções do nosso blog e fique ainda mais bem informado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui