6 dicas para analisar a grade curricular dos cursos de graduação

Analisar a grade curricular de cada curso não é apenas um detalhe na hora de escolher a graduação que você irá fazer e em qual instituição de ensino superior você irá se matricular. Por mais que existam diversas universidades oferecendo o mesmo curso, sempre haverá a que está mais alinhada ao que o mercado de trabalho está buscando e ao seu perfil e objetivos profissionais.

A estrutura curricular, que traz tanto as matérias obrigatórias quanto as optativas, é um dos principais documentos analisados pelo Ministério da Educação (MEC) para definir se uma instituição de ensino poderá ou não oferecer um determinado curso. Se essa base serve para o MEC, certamente ela é útil também para você que está decidindo qual graduação fazer. Reunimos, neste conteúdo, algumas dicas que poderão ajudá-lo a decidir, a partir da grade curricular dos cursos que despertam o seu interesse, em que local você irá estudar. Confira!

Com o que preciso me preocupar na hora de verificar a grade curricular dos cursos de graduação?

Como comentamos antes, o MEC analisa as novas propostas de cursos de graduação por meio de suas propostas de grade curricular. Após autorizar que a universidade ofereça aquele determinado curso, o MEC exige que a instituição de ensino cumpra o que prometeu. Ou seja, depois de ter o curso autorizado, a universidade deve oferecer as disciplinas listadas e seguir a carga horária estabelecida.

Assim, apenas com as informações da grade curricular já é possível ter uma boa ideia do aprendizado que você terá ao escolher uma determinada faculdade.

Se você está nesse processo de escolha, vale conferir algumas dicas que poderão auxiliar na sua análise da grade curricular de cada curso. Com elas, você poderá acertar na escolha de uma formação que tenha a ver com o seu perfil e com as suas pretensões futuras de carreira.

1. Diferencie cursos que se parecem

Ler com calma a grade curricular de cursos que são semelhantes, mas que possuem diferenças consideráveis, faz toda a diferença na hora de escolher em qual deles você irá se matricular.

Um exemplo disso são os cursos de Design Gráfico e de Publicidade e Propaganda. Quem é criativo, inovador e quer trabalhar com a criação de peças gráficas costuma ficar em dúvida entre esses dois cursos. Todavia, ao analisar as disciplinas de cada uma dessas formações é possível observar que o Design é mais voltado à experiência do usuário, enquanto a Publicidade foca em divulgação e vendas, por exemplo.

Procure analisar bem as disciplinas dos cursos que são de áreas correlatas na mesma medida em que observa a grade curricular daqueles que possuem a mesma nomenclatura, mas são oferecidos por diferentes universidades.

Um curso de Direito, por exemplo, pode ter disciplinas mais atualizadas em uma instituição de ensino do que em outra. Por isso, cheque o que é oferecido em cada universidade em cursos iguais ou similares para fazer uma boa escolha.

2. Busque disciplinas alinhadas com o mercado de trabalho

Este é um dos principais pontos que devem ser considerados ao analisar a grade curricular dos cursos de graduação: eles precisam estar alinhados ao que o mercado de trabalho busca. Afinal, como conseguir uma boa oportunidade no mercado ao optar por uma carreira que tenha uma formação com matérias desatualizadas ou fora da realidade da sua região?

Na Estácio, além de um método de ensino que valoriza o aprendizado prático, os cursos de graduação se diferenciam por terem à frente docentes com experiência no mercado e que passam por atualizações frequentemente.

Para garantir isso, a Estácio conta com o Centro de Treinamento Educare, um espaço de capacitações online e presenciais para a qualificação e formação continuada de seu corpo docente e de seus colaboradores da área administrativa.

3. Verifique os assuntos abordados

Ler com atenção a grade curricular de cada curso é um primeiro passo fundamental. Mas, mais do que isso, você deve procurar pela ementa das disciplinas que fazem parte da graduação. É nesse documento que você irá encontrar o resumo dos assuntos que serão abordados em cada disciplina do curso. Só assim você saberá o que esperar realmente das aulas daquela formação.

4. Converse com outros acadêmicos

Nada é tão efetivo para saber o perfil exato de cada curso quanto conversar com quem já está inserido na graduação que você quer cursar. Visite o campus onde você pensa em se matricular e aproveite para conhecer a infraestrutura e trocar ideias com alunos dos cursos que despertam o seu interesse.

Eles, mais do que ninguém, saberão dizer a você o que esperar daquela faculdade e até mesmo como é procurar estágio ou emprego sendo aluno daquela instituição de ensino. Se você está pensando em fazer uma graduação EaD, procure pessoas que estejam fazendo aquele curso ou que já se formaram naquela faculdade. Envie mensagens para elas, para tirar as suas dúvidas, ou acompanhe grupos de discussão e redes sociais relacionados com a faculdade e com os cursos que lhe despertam interesse.

5. Fique de olho nas disciplinas optativas

As disciplinas optativas existem porque não há como incluir todos os assuntos importantes para determinada área apenas nas matérias obrigatórias da grade curricular. Dessa forma, são disponibilizadas disciplinas optativas para que os acadêmicos possam escolher de acordo com seus principais interesses. São essas disciplinas que irão diferenciar o que você e outros alunos do curso podem aprender em uma determinada área.

Ao observar essa relação de matérias — que pode variar bastante de um curso para outro —, você já poderá ter uma boa ideia de como direcionar a sua carreira para o segmento que você quer seguir no futuro.

6. Atenção extra: possibilidade de transferência externa

Por mais que você analise a grade curricular de um curso com atenção e faça a sua escolha, depois de entrar no curso pode surgir a vontade de mudar. Isso é cada vez mais normal. Nesse momento, será importante verificar bem todos os detalhes e condições relacionados com um processo de transferência externa.

Ao trocar de instituição de ensino, procure aproveitar ao máximo as disciplinas já cursadas. Além disso, se você está insatisfeito com a atual faculdade, busque outra que tenha uma grade curricular que se adeque às suas necessidades e aspirações.

Você consegue diversas condições facilitadas e vantagens ao optar por transferir o seu curso para a Estácio, por exemplo. Para fazer esse processo, entre com o pedido de transferência externa na universidade em que você está matriculado e/ou solicite essa transferência no site da Estácio. Depois da solicitação feita, basta levar os documentos necessários para concluir esse processo para o campus no qual você vai estudar.

Na maioria das vezes, é possível garantir o aproveitamento de 100% das disciplinas que você já cursou ao optar pela transferência para a Estácio. Também é possível conseguir bolsas de estudo que, dependendo da campanha vigente, podem chegar a 70% do valor das mensalidades, além de parcelas de apenas R$ 49 nos primeiros meses do curso.

O que você achou deste post? Em nosso site disponibilizamos a grade curricular de todos os nossos cursos de graduação para que você não tenha dúvidas no momento de fazer a sua matrícula. Também estamos à disposição caso haja qualquer dúvida!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *